EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS E AGROEXTRATIVISMO EM UMA COMUNIDADE TRADICIONAL DO NORTE DE MINAS GERAIS

Authors

  • Ana Paula Gomes de Melo
  • Roberta Ribeiro da Cruz Cangussu
  • Amanda Pereira Acypreste

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N3-049

Keywords:

Alto Rio Pardo, Beneficiamento, Comercialização, Cooperativas

Abstract

A Economia Solidária teve início no Brasil nos anos 1970 como um movimento da sociedade civil apoiado por organizações não governamentais, governamentais, religiosas e sindicais em busca de alternativas produtivas de geração de ocupação e renda.  As experiências em economia solidária buscam a junção de duas noções historicamente dissociadas: iniciativa produtiva e solidariedade; partem de iniciativas locais acompanhadas ou não de incentivo externos e buscam prioritariamente resolver problemas de produção e comercialização. Este artigo debate algumas das características, potencialidades e limitações de empreendimentos econômicos solidários por populações tradicionais que habitam uma região conhecida como “Gerais” – subclassificação do Bioma Cerrado, ao Norte de Minas Gerais. Estes grupos de agricultores e agricultoras coletam, beneficiam e comercializam frutos do Cerrado por meio do trabalho coletivo em agroindústrias e cooperativas locais ao mesmo tempo em que vêm conservando de forma efetiva grandes áreas naturais. Este artigo é resultado de atividades de pesquisa e extensão desenvolvidas junto à COOPAAB – Cooperativa dos Agricultores Agroextrativistas da Comunidade Água Boa II localizada no município de Rio Pardo de Minas. Os resultados mostram que a cooperativa surgiu de um histórico de lutas por terra e territórios, muito presente nesta região; é protagonizada por mulheres; possui uma produção diversificada e encontra dificuldades para enfrentar a legislação sanitária e na etapa de comercialização.

References

AGOSTINHO, Maria Lúcia de O; CREPALDE, Rodrigo dos S. “Nós sem Deus e sem água não é nada”: saberes e conquistas na criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Nascentes Geraizeiras. Cadernos CIMEAC, Uberaba, v.8, n.1, p. 364-390, 2018. DOI: https://doi.org/10.18554/cimeac.v8i1.2773

BISPO, T. W. Agroextrativismo no vale do Rio Urucuia-Minas Gerais: formas de organização da produção e da distribuição. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) - Faculdade de Agronomia e Veterinária, Universidade de Brasília, Brasília, 2014, 146p.

BRITO, I. C. B. A rede-movimento social dos geraizeiros do norte de Minas. In: VI Encontro Nacional da Anppas. 2012, Belém. Anais... Belém, 2012.

CORREIA, J. R. Pedologia e conhecimento local: Proposta Metodológica de Interlocução Entre Saberes Construídos por Pedólogos e Agricultores em Áreas de Cerrado em Rio Pardo de Minas, MG. Tese (Doutorado em Ciências em Agronomia) – Instituto de Agronomia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2005, 234p.

DAYRELL, C. A. Agricultura geraizeira, identidade e educação. Trabalho e Educação, v.21, n.3, p. 99-120, Belo Horizonte, 2012.

DIEGUES, A.C.; ARRUDA, R.S.V. (Org). Saberes tradicionais e biodiversidade no Brasil. Brasília: Ministério do Meio Ambiente; São Paulo: USP, 2001.176p.

FONSECA, A. I. A.; REIS, E. F. R.; GOMES, L. F. As tradições agroecológicas nas populações tradicionais do norte de Minas. In: XXI Encontro nacional de geografia agrária. 2012, Uberlândia. Anais... Uberlândia, 2012.

FREITAS, C. S.; RIBEIRO, E. M. Experiências de comercialização agroextrativista dos agricultores familiares do Rio dos Cochos, Januária/Cônego Marinho – MG. Organizações Rurais e Agroindustriais, v. 15, n. 3, p. 411-424, 2013.

GAIGER, L. I. A economia solidária e a revitalização do paradigma cooperativo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v.28, n. 82, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69092013000200013

IBGE, Cidades@: Rio Pardo de Minas (MG) - Histórico do Município. Disponível em <http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=315560&search=minas-gerais|rio-pardo-de-minas|infograficos:-historico>. Acesso em: 05 mai. 2016.

KRAYCHETE, G.; SANTANA, A. Economia dos setores populares e inclusão socioprodutiva: conceitos e políticas públicas. IPEA: Mercado de trabalho, n.52, 2012.

MANDUJANO, R. M. Disputas territoriais entre o agroextrativismo do pequi e o agronegócio na substituição do cerrado por monocultivos agroindustriais: estudo das microrregiões porto Franco-MA e Jalapão-TO. Dissertação (Mestrado em geografia) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, 2013.

MELO; THÉ; LIMA; MELO. Reserva de Desenvolvimento Sustentável Nascentes Geraizeiras: uma experiência de resistência e etnoconservação no Norte de Minas Gerais. In: Interfaces entre Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade. V.15, N.1. UFRRJ, 2021.

RANGEL, R. R.; MANOLESCU, F. M. K. Economia solidária pela perspectiva histórico-teórica. Educação, Gestão e Sociedade: revista da Faculdade Eça de Queirós, n.8, 2012.

REDE CERRADO. Disponível em: <http://www.redecerrado.org.br/>. Acesso em: 19 out. 2015.

SABOURIN, E.; THOMAS, S.; EGRET, L.; AVILA, M. L. Inovação social na comercialização de produtos orgânicos e agroecológicos da agricultura familiar no Distrito Federal. Sustentabilidade em Debate, v. 5, n. 3, p. 98-119, 2014. DOI: https://doi.org/10.18472/SustDeb.v5n3.2014.10754

SCARIOT, A.; D’ANGELIS, J.; CARRAZZA, L.; AFONSO, S. O agroextrativismo do Cerrado em perspectiva. Sustentabilidade em Debate, v. 5, n. 3, p. 137-158, 2014. DOI: https://doi.org/10.18472/SustDeb.v5n3.2014.12709

SIMONI, J. A Revitalização do Extrativismo: Práticas de Economia Solidária e Sustentabilidade. IPEA: Mercado de trabalho, n. 42, 2010.

SINGER, P. Introdução à economia solidária. 1ª edição, São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2002. 126p.

VELOSO G. A.; ROSA R. Mapeamento da Monocultura do Eucalipto na Microrregião de Salinas, Norte de Minas Gerais, nos Anos de 1986, 1996 e 2010. In: XXI Encontro Nacional de Geografia Agrária, "Territórios em disputa: os desafios da geografia agrária nas condições do desenvolvimento brasileiro". 2012, Uberlândia. Anais... Uberlândia, 2012.

Published

2023-03-06

How to Cite

de Melo, A. P. G., Cangussu, R. R. da C., & Acypreste, A. P. (2023). EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS E AGROEXTRATIVISMO EM UMA COMUNIDADE TRADICIONAL DO NORTE DE MINAS GERAIS. Revista Contemporânea, 3(3), 2056–2070. https://doi.org/10.56083/RCV3N3-049

Issue

Section

Articles