O IMPACTO DA QUALIDADE DO SONO NO DESEMPENHO DOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO

Authors

  • Larissa Nunes Castro
  • Mariana Laura Ramos Simão
  • Aureliano Machado de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV4N6-021

Keywords:

sono, desempenho, musculação, recuperação

Abstract

O sono é um estado cíclico, funciona. Cada pessoa necessita de horas de descanso diferente, que variam de acordo com a fase da vida em que ela se encontra. A prática de exercício físico (EF) é indicada como fator de melhora para qualidade do sono, a temática deste trabalho tem muita relevância, uma vez que muitos profissionais de saúde não aderem ao EF como medida de intervenção não farmacológica para a melhoria e tratamento dos distúrbios do sono, mesmo com a comprovação da eficácia do método. Tem como objetivo analisar a qualidade do sono e a repercussão na recuperação de praticantes de musculação. Foi realizada por meio da coleta de dados com o auxílio de duas ferramentas o questionário PSQI e a escala total do nível de recuperação, foi selecionado um grupo de pessoas entre 17-55 anos que praticavam musculação com frequência mínima de 3 vezes na semana. Caracteriza-se como pesquisa descritiva, transversal, sendo um estudo quali-quantitativo. Os participantes que tinham entre 7-8 horas de sono possuíam maior frequência e maior disposição para prática da musculação. Os participantes que consideravam o seu sono de qualidade treinavam mais vezes por semana e apresentavam um bom desempenho na prática de musculação

References

ABREU, Vitória Gomes et al. A importância da alimentação na hipertrofia. Research, Society and Development, v. 10, n. 14, p. e431101422041-e431101422041, 2021. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i14.22041

ALVES, André et al. Dor musculosquelética lombar e qualidade de vida em praticantes de musculação. Revista Científica Internacional RevSALUS, v. 5, p. 104-105, 2024. DOI: https://doi.org/10.51126/revsalus.v5iSupii.786

ANTUNES, Hanna KM et al. Exercício físico e função cognitiva: uma revisão. Revista Brasileira de medicina do esporte, v. 12, p. 108-114, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-86922006000200011

American Academy of Sleep Medicine, 2023. Disponível em https://aasm.org/. Acesso em 24 de abril de 2024

ASSUNÇÃO, Karine Nunes et al. Distúrbios do sono e exercício físico regular na atenção primária à saúde: estudo observacional. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 27, p.1-6, 2022. DOI: https://doi.org/10.12820/rbafs.27e0267

BARROS, Marilisa Berti de Azevedo et al. Qualidade do sono, saúde e bem-estar em estudo de base populacional. Revista de saúde pública, v. 53, p. 82, 2019.

BORDALO, Alípio Augusto. Estudo transversal e/ou longitudinal. Revista Paraense de Medicina, v. 20, n. 4, p. 5, 2006. DOI: https://doi.org/10.5123/S0101-59072006000400001

CAMPOS, Renildo Silva; PINTO, Edna Ferreira. Associação entre qualidade do sono e isolamento social em praticantes de musculação. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, v. 21, n. 11, p. 19129-19137, 2023. DOI: https://doi.org/10.55905/oelv21n11-030

DE DEUS MEDEIROS, Ariel; DARONCO, Luciane Sanchotene Etchepare; BALSAN, Laércio André Gassen. Uso de suplementos por praticantes de musculação em academias. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 13, n. 80, p. 601-608, 2019.

DALFOVO, Michael Samir; LANA, Rogério Adilson; SILVEIRA, Amélia. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista interdisciplinar científica aplicada, v. 2, n. 3, p. 1-13, 2008

DA SILVA JORDÃO, Gabrielle et al. Treinamento de força como fator de proteção contra lesões: percepção de praticantes de musculação. Research, Society and Development, v.11, n. 3, p. e36211326638-e36211326638, 2022. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v11i3.26638

FERNÁNDEZ-LÁZARO, Diego et al. Entrenamiento de fuerza y resistencia en hipoxia: efecto en la hipertrofia muscular. Biomédica, v. 39, n. 1, p. 212-220, 2019. DOI: https://doi.org/10.7705/biomedica.v39i1.4084

FERREIRA, Deniscleiton Marlon Antônio et al. Consumo de suplementos por praticantes de musculação: em busca da saúde ou do corpo perfeito. Lecturas: Educación Física y Deportes, v. 25, n. 266, 2020. DOI: https://doi.org/10.46642/efd.v25i266.2168

FREITAS, Aline Macedo Carvalho et al. Qualidade do sono e fatores associados entre docentes de educação superior. Revista Brasileira de saúde ocupacional, v. 46, p. e2, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/2317-6369000018919

FREITAS, Nayara Cristina Damaceno et al. O uso de esteroides androgênicos anabolizantes por praticantes de musculação. South American Journal of Basic Education, Technical and Technological, v. 6, n. 2, p. 335-345, 2019.

GAJARDO, Yanka Zanolo et al. Problemas com o sono e fatores associados na população brasileira: Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Ciência & Saúde Coletiva, v. 26, p. 601-610, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232021262.08412020

GIMENEZ, Bianca Oliveira Silva; DONDA, Ana Carolina. CONSTRUINDO RESILIÊNCIA: A JORNADA DA HIPERTROFIA FEMININA. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, v. 10, n. 5, p. 813-824, 2024. DOI: https://doi.org/10.51891/rease.v10i5.13676

GOMES, Gabriel Cordeiro et al. Qualidade de sono e sua associação com sintomas psicológicos em atletas adolescentes. Revista Paulista de Pediatria, v. 35, p. 316-321, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2017;35;3;00009

HAN, Lisen. Impacto do exercício físico no humor e na qualidade do sono de estudantes universitários no contexto do covid-19. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 30, p. e2022_0181, 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/1517-8692202430012022_0181p

JUNIOR, Luiz Cezar Lima; SANTOS, Luiz Geraldo Gama. Fatores motivacionais que levam à prática da musculação. Boletim de Conjuntura (BOCA), v. 10, n. 30, p. 42-56, 2022.

KENTTÄ, Göran; HASSMEN, Peter. Overtraining e recuperação: um modelo conceitual. Medicina esportiva, v. 26, p. 1-16, 1998. DOI: https://doi.org/10.2165/00007256-199826010-00001

LIMA-COSIA, Maria Fernanda; BARRETO, Sandhi Maria. Tipos de estudos epidemiológicos: conceitos básicos e aplicações na área do envelhecimento. Epidemiologia e serviços de saúde, v. 12, n. 4, p. 189-201, 2003. DOI: https://doi.org/10.5123/S1679-49742003000400003

MACIEL, Francine Villela et al. Fatores associados à qualidade do sono de estudantes universitários. Ciência & Saúde Coletiva, v. 28, p. 1187-1198, 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232023284.14132022

MARTINS, Bárbara; AMARAL, Gabriel. Sono e suas implicações na saúde e performance esportiva em adultos praticantes de atividade física. 2021.

MARTINS, Paulo José Forcina. Marco Túlio de Mello, and Sergio Tufik. "Exercício e sono." Revista Brasileira de Medicina do Esporte 7 (2001): 28-36 DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-86922001000100006

MESQUITA, Isabella Giordano et al. Benefícios do treinamento com exercícios resistidos progressivos no desempenho motor e na hipertrofia muscular de ratos com doença de Parkinson. Fisioterapia e Pesquisa, v. 30, p. e22016223en, 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/1809-2950/e22016223pt

MONTE, Jéssica do Carmo Anjos do. Correlação entre a qualidade do sono e o nível de atividade física em estudantes universitários. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso. Brasil.

MONTEIRO, Cleislia De Jesus Ferreira et al. BENEFÍCIOS DA MUSCULAÇÃO NO TRATAMENTO DA DEPRESSÃO E ANSIEDADE. REVISTA DE TRABALHOS ACADÊMICOS–UNIVERSO BELO HORIZONTE, v. 1, n. 9, 2023.

ORLANDI, A. C., Ventura, C., Gallinaro, A. L., Costa, R. A., & Lage, L. V. (2012). Melhora da dor, do cansaço e da qualidade subjetiva de sono por meio de orientações de higiene do sono em pacientes com fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 52, 672-678 DOI: https://doi.org/10.1590/S0482-50042012000500003

PLÁ, Enrico Missura. Resposta da fadiga muscular em homens e mulheres treinados após um exercício exaustivo de corrida. 2022.

PECORARO, Luana Meireles et al. Principais fatores desencadeadores dos distúrbios do sono no envelhecimento. Sampaio CE. Envelhecimento Humano [recurso eletrônico]: desafios contemporâneos, v. 2, p. 270-82, 2021. DOI: https://doi.org/10.37885/201202388

PEREIRA, Guilherme Andrade Lira et al. Adesão de dietas de moda por frequentadores de academias de musculação do município de São Paulo. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 13, n. 77, p. 131-136, 2019.

PIANA, Maria Cristina. "A pesquisa de campo." São Paulo: Editora Unesp (2009).

PODHORECKA, Marta et al. A atividade física pode influenciar a qualidade do sono dos idosos. Revista de Educação, Saúde e Esporte, v. 7, n. 12, pág. 288-305, 2017.

Portal do Modelo da BVS. Disponível em: «https://bvsms.saude.gov.br/disturbios-do-sono/>. Acesso em: março de 2023. BIREME/OPAS/OMS

RIBEIRO, Cairon Rodrigo Faria; SILVA, Y. M. G. P.; OLIVEIRA, Sandra Márcia Carvalho de. O impacto da qualidade do sono na formacão médica. Rev soc bras clín méd. v. 12, n. 1. p. 8-14. 2014.

SANTOS, Andréia Ferreira dos et al. Qualidade do sono e fatores associados em universitários de enfermagem. Acta Paulista de Enfermagem, v. 33, p. eAPE20190144, 2020. DOI: https://doi.org/10.37689/acta-ape/2020AO0144

SCHNEIDER, Eduarda Maria; FUJII, Rosangela Araujo Xavier; CORAZZA, Maria Júlia. Pesquisas quali-quantitativas: contribuições para a pesquisa em ensino de ciências. Revista pesquisa Qualitativa. v.5. n. 9, p. 569-584, 2017

VALLE, Luiza et al. Sono e aprendizagem. Revista psicopedagógica 2009

Published

2024-06-04

How to Cite

Castro, L. N., Simão, M. L. R., & Oliveira, A. M. de. (2024). O IMPACTO DA QUALIDADE DO SONO NO DESEMPENHO DOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO. Revista Contemporânea, 4(6), e4591. https://doi.org/10.56083/RCV4N6-021

Issue

Section

Articles