A DOCÊNCIA SOB A ÓTICA DOS PROFESSORES NEGROS DA REDE PÚBLICA FUNDAMENTAL DE LINHARES

Authors

  • Débora Alves de Oliveira
  • Thaynara Conceição Souza
  • Poliana Barnabé Leonardeli

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV4N5-057

Keywords:

docência, escola, negros, ensino antirracista

Abstract

Este estudo objetiva-se em realizar uma análise sobre a percepção dos docentes negros acerca de sua vivência no ambiente escolar na rede pública do ensino fundamental de Linhares, município do Espírito Santo. A pesquisa adotou uma abordagem qualitativa, experimental e descritiva, com a aplicação de um questionário online e a participação de 7 professores negros que lecionam em escolas de ensino fundamental da rede pública do bairro Interlagos, situado na região de Linhares, Espírito Santo. As experiências compartilhadas pelos professores revelam não apenas as barreiras enfrentadas, mas também a resiliência e determinação para superar obstáculos. A deficiência de representatividade, o impacto das políticas públicas na prática docente e as estratégias adotadas para promover um ensino antirracista emergem como temas cruciais nessas narrativas. Conclui-se que, ao oferecer um olhar atento às vozes desses professores, a pesquisa destaca a necessidade de promover debates e ações que contribuam para uma educação mais equitativa e antirracista. A compreensão dessas perspectivas individuais serve como base valiosa para o desenvolvimento de políticas e práticas educacionais que respeitem e valorizem a diversidade racial, fomentando um ambiente escolar mais inclusivo e justo.

References

ALMEIDA, Silvio Luiz de. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte, MG: Letramento, 2018. p. 25. DOI: https://doi.org/10.14393/19834071.2016.36163

ARBOLEYA, Arilda. Educação, mérito e raça: Trajetórias de docentes negros no ensino superior brasileiro. Olhares: Revista do Departamento de Educação da Unifesp, v. 7, n. 1, p. 95-113, 2019. DOI: https://doi.org/10.34024/olhares.2019.v7.854

BARROS, Surya Pombo de. Escravos, libertos, filhos de africanos livres, não livres, pretos, ingênuos: negros nas legislações educacionais do XIX. Educação e Pesquisa, v. 42, p. 591-605, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-9702201609141039

BONILLA-SILVA, Eduardo. Racismo sem racistas: O racismo da cegueira de cor e a persistência da desigualdade na América. Editora Perspectiva SA, 2020.

BOURDIEU, Pierre. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. Educação em Revista, n. 10, pág. 15/05, 1989.

BRITO FILHO, José Claudio Monteiro. Ações afirmativas. LTr Editora, 2023.

CORRÊA, Arllan Gonçalves et al. Relações étnico-raciais no contexto escolar. Brazilian Journal of Development, v. 8, n. 3, p. 20048-20062, 2022. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv8n3-281

COSTA, Fernanda Figueiredo Andrade da. Ações afirmativas: desafios da inclusão de grupos étnicos em face do racismo. Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.

CRUZ, Rosemary. Educação antirracista e a prática docente: um olhar a partir da escrevivência e para as práticas das professoras da Escola MEF Maria das Neves Lins (Bayeux-PB). 2022.

DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. Boitempo Editorial, 2016.

DELPIT, Lisa. Lessons from teachers. Journal of teacher education, v. 57, n. 3, p. 220-231, 2006. DOI: https://doi.org/10.1177/0022487105285966

DIANGELO, Robin. Não basta não ser racista: sejamos antirracistas. Faro Editorial, 2023.

DIAS, Fabiana Fernandes de Queiroz. Datas comemorativas na educação infantil e anos iniciais, reforço ou desafio para diversidade étnico-racial?. Revista Interdisciplinar da FARESE, v. 4, 2022.

DUMANI, Juliano; PRATES, Cristina. A afro-brasilidade em sala de aula: por uma educação antirracista. Revista Philologus, v. 26, n. 78 Supl., p. 34-51, 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Política e educação. São Paulo: Cortez, [1993] 1995.

FREIRE, Paulo. Direitos humanos e educação libertadora: gestão democrática da educação pública na cidade de São Paulo. Editora Paz e Terra, 2019.

GAUDIO, Eduarda Souza. Resenha do livro “O que é racismo estrutural?” de Silvio Almeida. Humanidades & Inovação, v. 6, n. 4, p. 213-217, 2019.

GOLEMBIEWSKI, Marcos. Direitos Humanos, Minorias e Ação Afirmativa: o sistema de cotas raciais no Brasil. Editora Dialética, 2021. DOI: https://doi.org/10.48021/978-65-252-0028-6

GOMES, Nilma Lino. O combate ao racismo e a descolonização das práticas educativas e acadêmicas. Revista de Filosofia Aurora, v. 33, n. 59, p. 435-454, 2021. DOI: https://doi.org/10.7213/1980-5934.33.059.DS06

HASENBALG, Carlos Alfredo. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Tradução de Patrick Beurglion. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2005.

HOOKS, Bell. Teaching to transgress. Routledge, 2014. DOI: https://doi.org/10.4324/9780203700280

KAUFMANN, Roberta Fragoso Menezes. Ações afirmativas à Brasileira: Necessidade ou mito?. UNIJUS, p. 117, 2007.

LADSON-BILLINGS, Gloria. Culturally relevant pedagogy 2.0: aka the remix. Harvard educational review, v. 84, n. 1, p. 74-84, 2014. DOI: https://doi.org/10.17763/haer.84.1.p2rj131485484751

LADSON-BILLINGS, Gloria. Toward a theory of culturally relevant pedagogy. American educational research journal, v. 32, n. 3, p. 465-491, 1995. DOI: https://doi.org/10.3102/00028312032003465

LIMA, Marcus Eugênio Oliveira. Psicologia social do preconceito e do racismo. Editora Blucher, 2020. DOI: https://doi.org/10.5151/9786555500127

MATOS, Patrícia Modesto; DE FRANÇA, Dalila Xavier. Racismo e escolarização: formas e consequências na trajetória escolar de alunos negros. Revista Contexto & Educação, v. 38, n. 120, p. e10888-e10888, 2023. DOI: https://doi.org/10.21527/2179-1309.2023.120.10888

MIRANDA, Eduardo O. Corpo-território & educação decolonial: proposições afro-brasileiras na invenção da docência. Edufba, 2020.

MORENO, Ana Carolina. Negros representam apenas 16% dos professores universitários. O Globo G1, 2018.

MUNANGA, Kabengele. Educação e diversidade étnico-cultural: a importância da história do negro e da África no sistema educativo brasileiro. Relações étnico-raciais e diversidade. Niterói: Editora da UFF, p. 21-34, 2013.

NASCIMENTO, Abdias. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. Editora Perspectiva SA, 2016.

OLIVEIRA, José Clovis Pereira de et al. O questionário, o formulário e a entrevista como instrumentos de coleta de dados: vantagens e desvantagens do seu uso na pesquisa de campo em ciências humanas. In: III Congresso Nacional de Educação. 2016. p. 1-13.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento / Justificando, 2017.

SANTOS, Joel Rufino dos. Saber do negro. Pallas Editora, 2021.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil. São paulo: companhia das Letras, p. 99-133, 1993.

SILVA, Darto Vicente. Meritocracia, cotas raciais e qualidade na educação vinculada ao bem comum. Revista Coletivo Seconba, v. 6, n. 1, p. 77-83, 2022.

SOARES, Cristiane Barbosa. Interseccionalidade de gênero e raça na docência do ensino superior: representatividade, visibilidade e resistência. 114 p. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) – Universidade Federal do Pampa, Uruguaiana, 2020.

STEELE, Claude M.; ARONSON, Joshua. Stereotype threat and the intellectual test performance of African Americans. Journal of personality and social psychology, v. 69, n. 5, p. 797, 1995. DOI: https://doi.org/10.1037//0022-3514.69.5.797

THEODORO, Mário. A sociedade desigual: racismo e branquitude na formação do Brasil. Editora Schwarcz-Companhia das Letras, 2022.

VAINER, Lia. Entre o encardido, o branco e o branquíssimo: branquitude, hierarquia e poder na cidade de São Paulo. Veneta, 2016.

VAZ, Lívia Sant'Anna. Cotas raciais. Editora Jandaíra, 2022.

VIEIRA, Mariana Santos Canuto. Discutindo estereótipos étnico-raciais em aulas de PLE: a abordagem (ou a falta dela) sobre o racismo no Brasil e a CCI como alternativa possível. 2021. 203 p. Dissertação (Mestrado em Português Língua não Materna) - Universidade Aberta, 2021.

Published

2024-05-15

How to Cite

Oliveira, D. A. de, Souza, T. C., & Leonardeli, P. B. (2024). A DOCÊNCIA SOB A ÓTICA DOS PROFESSORES NEGROS DA REDE PÚBLICA FUNDAMENTAL DE LINHARES. Revista Contemporânea, 4(5), e4028. https://doi.org/10.56083/RCV4N5-057

Issue

Section

Articles