NEOESPOLIAÇÃO URBANA E MORADIA: ANÁLISE SOCIOECONÔMICA DA AUTOCONSTRUÇÃO NO BRASIL

Authors

  • Eduardo Ribeiro Silva
  • Rogério dos Santos Albuquerque
  • Laura Mendes Matos
  • Mayra Ribeiro Abreu
  • Elles Albano de Aguiar Carneiro
  • Auricélio Anselmo da Silva
  • Wenderson Gonçalves Soares

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N11-041

Keywords:

Espoliação Urbana, Moradia, Autoconstrução

Abstract

Exprimindo a realidade de exploração da população mais pobre, face ao acesso de bens necessários à sua existência e subsistência, o conceito de Espoliação Urbana, por Lúcio Kowarick, demonstra-se ainda pertinente como categoria de análise do Direito à Moradia no Brasil atualmente. Assim, o presente trabalho aborda a moradia autoconstruída como objeto de estudo para verificar como as novas condições de espoliação urbana afetam a produção e o acesso à moradia pela população mais pobre. O trabalho desenvolveu-se a partir de métodos mistos, com pesquisa bibliográfica, de campo e análise documental, tendo como recorte territorial a ocupação urbana Marielle Franco, situada na cidade de Montes Claros/MG. Constatou-se com os estudos que os moradores da ocupação analisada passam por uma neoespoliação urbana frente às questões inerentes à produção e manutenção de moradias.  

References

CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS (CRDH). Nota Técnica nº 01/2022 CRDH NORTE 1. Referência: Ocupação Urbana no bairro Novo Horizonte –

Montes Claros/MG referenciado pela Mesa de Diálogos como pertencente ao bairro Village do Lago. Montes Claros/Mg, 03 De fevereiro, 2022.

DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (DIEESE). Mulheres no mercado de trabalho brasileiro: velhas desigualdades e mais precarização. São Paulo: Dieese, 2022.

FLORES, Sandrine de Almeida. Constatações do endividamento familiar no programa Minha Casa Minha Vida. Dissertação (mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina Maria, Centro de tecnologia – Programa de Pós-graduação em engenharia de Produção, RS, 2017. 121 p.

FRANÇA, Iara Soares de. Aglomeração urbana descontínua de Montes Claros/MG: novas configurações socioespaciais. 2012. 399 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.

HARVEY, D. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2005.

HEIDEGGER, M. Carta sobre o Humanismo. Trad. Pinharanda Gomes. Lisboa: Guimarães Editores, 1985, p.85.

HEIDEGGER, Martin. Construir, Habitar, Pensar. In: Ensaios e Conferências. (trad.) Márcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Vozes. 2ª ed. 2002.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2017-2018: despesas, rendimentos e condições de vida. Rio de Janeiro: IBGE, 2020.

KOWARICK, Lucio. A espoliação Urbana. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1979.

KOWARICK, Lucio. Escritos urbanos. São Paulo: Editora 34, 2000.

LAMOUNIER, Rosamônica da Fonseca. Da autoconstrução à arquitetura aberta: o Open Building no Brasil. Tese de Doutorado, 533 p. Belo Horizonte: Escola de Arquitetura da UFMG, 2017.

LEITE, Marcos Esdras (org). Atlas Ambiental de Montes Claros/MG. Montes Claros:

Editora Unimontes, 2020.

LEITE, Marcos. E.; ALMEIDA, Maria. I. S. de; LEITE, Manoel R. As Favelas Da Cidade De Montes Claros/Mg: Uma Análise Socioeconômica. Revista Cerrados, Vol. 5, nº. 1, Enero/Diciembre, 2007, pp. 29-45.

LOPES, Roberta Castilho Andrade. A Construção do Direito à Moradia no Brasil: da Formação da Norma à Judicialização no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Tese (Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2014. 227 p.

MARICATO, E. Autoconstrução, a arquitetura possível. 1978. In: MARICATO, Ermínia. A produção capitalista da casa (e da cidade) no Brasil industrial. São Paulo: Alfa-Ômega, 1979.

MARICATO, E. A produção capitalista da casa (e da cidade) no Brasil industrial. São Paulo: Alfa-Ômega, 1979.

MARICATO, E. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis: Vozes, 2001.

MARICATO, E. Para Entender a Crise Urbana. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

MARICATO, Ermínia. As ideias fora do lugar, e o lugar fora das ideias. In: ARANTES, Otília Beatriz Fiori; VAINER, Carlos; MARICATO, Ermínia. A cidade do pensamento único. Desmanchando consensos. Coleção Zero à esquerda, Petrópolis, Vozes, 2000.

MARICATO, Ermínia. O nó da terra. Piauí, v. 2, n. ju 2008, p. 34-35, 2008

MORADO NASCIMENTO, D. (org.) Saberes [auto]construídos. Belo Horizonte: Ed. AIC, 2016.

OLIVEIRA, Francisco de. O vício da virtude: autoconstrução e acumulação capitalista no Brasil. Novos Estudos - CEBRAP [online]. 2006, n.74, pp.67-85. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-33002006000100005

PEDRÃO, Fernando. A economia da produção social da moradia. Rua. Salvador, nº 2, 1989.

RODRIGUES, Arlete Moysés. Moradia nas Cidades Brasileiras. 5ª ed. São Paulo - SP: Edusp, 1994.

ROLNIK, R. Guerra dos lugares: a colonização da terra e da moradia na era das finanças São Paulo: Boitempo, 2015.

ROLNIK, Raquel; GUERREIRO, I.; MARINO, A. Custos urbanos, especialmente com moradia, comprometem renda das famílias. Labcidade, São Paulo, 11 de out. 2019. Disponível em: < http://www.labcidade.fau.usp.br/custos-urbanos-especialmente-com-moradia-comprometem-renda-das-familias/ > Acesso em 25 de Ago. 2022.

SANTOS, Matheus H. S.; TOLEDO, Rodrigo Alberto. Cidades Brasileiras E O Capital:

Segregação E Espoliação Urbanas E Vulnerabilidade. Revista De Estudios Brasileños, Vol. 7, Nº14, 2020.

SINGER, Paul. O uso do solo urbano na economia capitalista. 1978. In: MARICATO, Ermínia. A produção capitalista da casa (e da cidade) no Brasil industrial. São Paulo: Alfa-Ômega,1979.

TRINDADE, Thiago Aparecido. Direitos e cidadania: reflexões sobre o direito à cidade. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, 2012, n. 87, pp. 139-165. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-64452012000300007

Published

2023-11-07

How to Cite

Silva, E. R., Albuquerque, R. dos S., Matos, L. M., Abreu, M. R., Carneiro, E. A. de A., da Silva, A. A., & Soares, W. G. (2023). NEOESPOLIAÇÃO URBANA E MORADIA: ANÁLISE SOCIOECONÔMICA DA AUTOCONSTRUÇÃO NO BRASIL. Revista Contemporânea, 3(11), 20631–20652. https://doi.org/10.56083/RCV3N11-041

Issue

Section

Articles