MÚSICA E SAÚDE MENTAL: UM ESTUDO COMPARATIVO NO CAMPO DA EXPERIÊNCIA MUSICAL ENTRE ESTUDANTES DO CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE MÚSICA LOBO DE MESQUITA (DIAMANTINA/MG)

Authors

  • Leandro Mendes Pinheiro da Silva
  • Sérgio de Figueiredo Rocha

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N11-033

Keywords:

Saúde Mental, Ansiedade, Depressão, Estresse, Experiência com a Música

Abstract

Este estudo tem o objetivo de verificar como o nível de experiência com a música se relaciona com a tendência à depressão, estresse e ansiedade. Foi realizado um estudo primário, observacional, transversal, retrospectivo, analítico e comparativo com 81 adultos, estudantes do Conservatório Estadual de Música Lobo de Mesquita- Minas Gerais. Foram aplicados três instrumentos: Questionário da Experiência Musical; Inventário de Ansiedade Traço e; Teste de Depressão, Ansiedade e Estresse. A amostra foi composta por homens (32%) e mulheres (68%), na faixa etária de 18 a 60 anos, a maioria com ensino superior completo (26,3%), trabalhadores e estudantes (35%), não profissionais da música (90%). Foi possível destacar que os sujeitos se relacionam de diversas formas com a música, sendo que há significativa interferência positiva no compromisso social e as reações afetivas enquanto o efeito psicoativo e reações comportamentais são mais negativas. Os resultados demonstram que, nesse público, aqueles com menores experiências com a música estão em escores mais altos para depressão e estresse, exceto em ansiedade. As mulheres percebem os efeitos da música em reações comportamentais e efeito psicoativo, enquanto os homens tendem mais ao compromisso social e reação afetiva em relação à experiência musical. Nesse estudo, embora não seja possível concluir que homens e mulheres com mais experiências com a música têm melhores escores para o não adoecimento mental, as diferenças foram pouco significativas.

References

AMARANTE, PAULO. Saúde Mental e Atenção Psicossocial. 4 ed. Rio de Janeiro, ED. Fiocruz; 2013. 120 p. DOI: https://doi.org/10.7476/9788575413685

COSTA, Thaís Fernandes. Orquestra UFGD: processos educativos emergentes em com-vivência musical. Dissertação. Universidade Federal de São Carlos, 199 p. 2021.

FOUCAULT, Michel. História da loucura: na Idade Clássica. São Paulo, ED. Perspectiva, 2012. 551 p.

HEPPNER, P. P., KIVLIGHAN, D. M., JR., & WAMPOLD, B. E. Research design in counseling (2nd ed.). Belmont, CA: Wadsworth.1999.

HOHMANN, A. A., & PARRON, D. L. How the new NIH guidelines on inclusion of women and minorities apply: Efficacy trials, effectiveness trials and validity. Journal of Consulting and Clinical Psychology, 64, 851–855.1996. DOI: https://doi.org/10.1037/0022-006X.64.5.851

HOWELL, D. C. Statistical methods for psychology (5th ed.). Pacific Grove, CA: Duxbury. 2002

LOVIBOND, S.H. & LOVIBOND, P.F. Manual for the Depression Anxiety & Stress Scales. (2nd Ed.) Sydney: Psychology Foundation. 1995. DOI: https://doi.org/10.1037/t01004-000

MAIDLOW S, BRUCE R. The Role of Psychology Research in Understanding the Sex/Gender Paradox in Music - Plus Ca Change... Psychology of Music. v. 27 n.2, p.147-158,1999. DOI: https://doi.org/10.1177/0305735699272006

MARQUES, Alexandra. A influência da música na saúde mental e bem-estar: um estudo exploratório. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde). Porto: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Fernando Pessoa, 2017.

OMS- ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Mental health: a state of well-being. 2014 Disponível em: http://www.who.int/features/factfiles/mental_health/en/

O'NEILL, S. A. Sex and Gender. In: Hargreaves, D. J. and North, A. C. (Eds.), The Social Psychology of Music. Oxford: Oxford University Press. 1997.

SEMENZA, Daniel. Feeling the Beat and Feeling Better: Musical Experience, Emotional Reflection, and Music as a Technology of Mental Health. Rev. Sociological Inquiry. 2017. DOI: https://doi.org/10.1111/soin.12194

SPIELBERGER, C.D.; GORSUCH, R.L., LUSHENE, R.E. Manual for the State-Trait Anxiety Inventory. Consulting Psychologist Press, Palo Alto. 1970.

WERNER, Paul D.; SWOPE, Alan J.; HEIDE, Frederick J. The Music Experience Questionnaire: Development and Correlates. The Journal of Psychology, v. 140, n. 4, p. 329-345, 2006. DOI: https://doi.org/10.3200/JRLP.140.4.329-345

Published

2023-11-03

How to Cite

da Silva, L. M. P., & Rocha, S. de F. (2023). MÚSICA E SAÚDE MENTAL: UM ESTUDO COMPARATIVO NO CAMPO DA EXPERIÊNCIA MUSICAL ENTRE ESTUDANTES DO CONSERVATÓRIO ESTADUAL DE MÚSICA LOBO DE MESQUITA (DIAMANTINA/MG). Revista Contemporânea, 3(11), 20479–20492. https://doi.org/10.56083/RCV3N11-033

Issue

Section

Articles