CRITÉRIOS UTILIZADOS NA PRÁTICA CLÍNICA PARA DIAGNÓSTICO DE ESPONDILOARTRITE AXIAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Authors

  • Diego de Sousa Silva
  • Alice Jardânia Pereira Mota
  • Anny Karoline Filgueiras Sousa
  • Daniel Alves Damasceno
  • Dhovana da Silva Ceolin
  • Edson Barbosa da Silva Junior
  • Elton Robson Sodré Menezes
  • Flávia da Conceição Silva Reis
  • Pedro Eduardo Côrtes dos Santos Neto

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-131

Keywords:

Diagnóstico Clínico, Espondiloartropatias, Espondilite Anquilosante

Abstract

Na prática clínica de reumatologia, há uma tendência para diagnósticos cada vez mais precoces, evitando estágios avançados de doenças e condições irreversíveis. A espondiloartrite axial (SpA) é um conceito que engloba o diagnóstico de espondilite anquilosante, acrescido dos casos mais precoces, nos quais existem alterações radiográficas ainda não presentes. Diante da falta de critérios diagnósticos específicos na SpA, os médicos são orientados a utilizar critérios de classificação para detectar a doença. O presente estudo objetiva compreender os parâmetros atuais para esse diagnóstico, comparando achados clínicos às condições definidas pela Assessment of SpondyloArthritis International Society (ASAS), em 2009. Trata-se de uma revisão sistemática de literatura, com base em artigos de relatos de casos, publicados entre 2010 e 2020, nas bases de dados PubMed, Lilacs e Scielo. Os artigos analisados citaram oito dos 12 achados definidos pela ASAS. Dor lombar inflamatória, HLA-B27 positivo e sacroileíte foram os mais frequentes. 73,7% basearam-se nos critérios da ASAS para diagnóstico de SpA. O uso da ressonância magnética pode ser considerado como biomarcador no diagnóstico e tratamento de SpA, especialmente na sacroileíte, uma das manifestações iniciais da doença. Isso é importante, principalmente quando se busca melhoria da qualidade de vida do paciente, a partir do diagnóstico precoce.

References

AGGARWAL, Rohit., RINGOLD, Sarah., KHANNA, Dinesh. et al. Distinctions between diagnostic and classification criteria? Arthritis Care Res (Hoboken), v. 67, n. 7, p. 891-7, jul. 2015. DOI: https://doi.org/10.1002/acr.22583

ALVES, Celina., LUIME, Jolanda Jacoba., VAN ZEBEN, Derkjen. et al. Diagnostic performance of the ACR/EULAR 2010 criteria for rheumatoid arthritis and two diagnostic algorithms in an early arthritis clinic (REACH). Ann Rheum Dis, v. 70, n. 9, p. 1645-7, set. 2011. DOI: https://doi.org/10.1136/ard.2010.142299

MOUYIS, Maria., KEAT, Andrew. Ankylosing spondylitis. GM Journal, n. 42, 2012.

NAVALLAS, María., ARES, Jesús., BELTRÁN, Brigitte., LISBONA, María Pilar., MAYMÓ, Joan., SOLANO, Albert. Sacroiliitis Associated with Axial Spondyloarthropathy: New Concepts and Latest Trends. Radiographics, v. 33, n. 4, p. 933-56, jul. 2013. DOI: https://doi.org/10.1148/rg.334125025

NOVOTNY, Rodrigo., NEVES, Fabrício de Souza. Colonização bacteriana assintomática da próstata em espondiloartrite axial ou outras doenças reumáticas inflamatórias crônicas. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, Florianópolis, 2016.

RUDWALEIT, M., VAN DER HEIJDE, D., LANDEWÉ, R. et al. The development of Assessment of SpondyloArthritis international Society classification criteria for axial spondyloarthritis (part II): validation and final selection. Ann Rheum Dis, v. 68, n. 6, p. 777-83, mar. 2009.

SAMPAIO-BARROS, Percival, D. et al. Consenso Brasileiro de Espondiloartropatias: outras espondiloartropatias diagnóstico e tratamento - primeira revisão. Rev. Bras. Reumatol., v. 47, n. 4, p. 243-50, ago. 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0482-50042007000400002

VAN DEN BERG, Rosaline., VAN DER HEIJDE, Désirée M. How should we diagnose spondyloarthritis according to the ASAS classification criteria: a guide for practicing physicians. Pol Arch Med Wewn, Liszki, v. 120, n. 11, p. 452-247, nov. 2010. DOI: https://doi.org/10.20452/pamw.993

VAN DER LINDEN, S., VALKENBURG, H. A., CATS, A. Evaluation of diagnostic criteria for ankylosing spondylitis: a proposal for modification of the New York criteria. Arthritis Rheum, v. 27, n. 4, p. 361-8, abr. 1984. DOI: https://doi.org/10.1002/art.1780270401

Published

2023-10-25

How to Cite

Silva, D. de S., Mota, A. J. P., Sousa, A. K. F., Damasceno, D. A., Ceolin, D. da S., da Silva Junior, E. B., Menezes, E. R. S., Reis, F. da C. S., & dos Santos Neto, P. E. C. (2023). CRITÉRIOS UTILIZADOS NA PRÁTICA CLÍNICA PARA DIAGNÓSTICO DE ESPONDILOARTRITE AXIAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. Revista Contemporânea, 3(10), 19076–19089. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-131

Issue

Section

Articles