DINÂMICA DA TAXA DE INCREMENTO EM FUNÇÃO DO TEMPO (DE Luehea divaricata MART.

Authors

  • Aldeize Santos Tribuzy
  • César Augusto Guimarães Finger
  • Luciane Almeri Tabaldi
  • Daniela Pauletto
  • Plínio Barbosa de Camargo
  • Karina Gonçalves Silva
  • Edgard Siza Tribuzy

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-114

Keywords:

Morfologia, Plantas, Crescimento

Abstract

Vulgarmente conhecido como Açoita-cavalo, Luehea divaricata Mart. e Zucc., pertencente à família Malvaceae, possui importância econômica na indústria de cosméticos, medicinal e movelaria. O objetivo deste trabalho foi verificar a taxa de incremento de Luehea divaricata Mart. e Zucc em função do tempo, sob diferentes níveis de sombreamento. As plantas foram submetidas a quatro níveis de luz, sombreamentos: 0% (pleno sol), 30%, 50% e 70%. Para produzir o efeito de níveis de luz, utilizou-se sombrites de cor preta. As variáveis coletadas e quantificadas foram: altura da planta, diâmetro do caule, massas secas de folha, caule, raiz, e o volume de raíz. Os dados foram coletados por cinco meses, considerando cada mês como um bloco, foram organizados em planilha e submetidos ao programa estatístico. E analisados pela análise de variância ao nível de 95% de confiança. Havendo diferença entre os blocos, e/ou entre os tratamentos, aplicou-se o teste de Tukey. Houve efeito do tempo no incremento em altura e diâmetro, com maiores médias nos blocos de setembro e outubro. Nas massas secas de folha e caule, houve diferença entre os tratamentos, com maior média a 70% e menor no 50%. As menores médias em massa e volume de raiz estiveram no 50%, e as maiores no pleno sol. Para produção de L. divaricata em viveiro, recomenda-se o tratamento com 70% de sombreamento.

References

ALMEIDA, S. M. Z.; SOARES, A. M.; DE CASTRO, E. M.; VIEIRA, C. V.; GAJEGO, E. B. Alterações morfológicas e alocação de biomassa em plantas jovens de espécies florestais sob diferentes condições de sombreamento. Ciência Rural, v. 35, n. 1, p. 62-68, 2005.

ALMEIDA; R. P. S. ALMEIDA; J. R. FABRICANTE.; Variáveis climáticas influenciam a riqueza, composição e distribuição de plantas exóticas invasoras? Scientia Plena. 17, 072401 2021. doi: 10.14808/sci.plena.2021.07240

ALVARENGA, A.A., et al. Desenvolvimento de mudas de Guarea [Guarea guidonea (L.) Sleumer]. Revista Daphine, Belo Horizonte, v.8, n.3, p.22-26, 1998.

ANDRADE, R.; LIMA, A.; CAVALCANTE, S.; SANTOS, J.; SILVA, M.; LIMA, S.; PAIVA, R. Caracterização da radiação solar acumulada no crescimento vegetativo do algodoeiro colorido BRS Rubi submetidas a diferentes lâminas de irrigação. 2010.

AYRES, M. et al. Aplicações estatísticas nas áreas das ciências Bio – médicas. Bio Estat 5. 0. Belém – PA. 2007. BACKES, P. & IRGANG, B. Árvores do Sul: Guia de Identificação & Interesse Ecológico. p.326. 2002.

CAMPOS, M.A.A.; UCHIDA, T.: Influência do sombreamento no crescimento de mudas de três espécies amazônicas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 37, n. 3, p. 281-288. 2002.

CASTRO, A.H.F.; ALVARENGA, A.A. Influência do fotoperíodo no crescimento inicial de plantas de confrei (Symphytum officinale L.). Ciência e Agrotecnologia, v. 26, n. 1, p. 77-86, 2002.

DIAS FILHO, M.B. Physiological response of Solanum crinitum Lam. to contrasting light intensity. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.32, n.8, p.789-796, 1997.

INMET: Instituto Nacional de Meteorologia: Dados Históricos. Brasília: MAPA, 2015.

KÖPPEN, W.: Climatologia. México, Fundo de Cultura Econômica. 1931.

LONGHI, R. A. Livro das árvores; árvores e arvoretas do Sul. 2.ed., Porto Alegre: L&PM, 1995.

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961. 42 p. SANTOS, M. D. M. Fotossíntese. Unespe, Jaboticabal. 2005.

NAVES, V. L. et al. Comportamento estomático de mudas de três espécies florestais submetida a diferentes níveis de radiação fotossintéticamente ativa. Ciência e Prática, Lavras, v.18, n.4, p.408-414, 1994.

SILVA, V. E.; Buzzetti, S. S; Montanari; R.; Panosso, A., R.; MOREIRA, S, C. D.; SILVA, J. F.: Influência do clima na produtividade e resposta à seca do eucalipto e uma proposta de maximização da produtividade de madeira em função dos atributos do solo no Brasil. Ciência Florestal., Santa Maria, v. 32, n. 2, p. 523-547, Apr./June 2022.

SYVERTSEN, J. P.; LLOYD, J.J. Citrus. In: SCHAFFER, B.; ANDERSEN, P.C. Handbook of environmental physiology of fruit crops – subtropical and tropical crops. Boca Raton:CRC Press, cap.4, p.65-100. 1994.

TANAKA, J. C. A., SILVA, C. C., DIAS FILHO, B. P. Chemical constituents of Luehea divaricata Mart. (Tiliaceae). Quím. Nova, v.28, n.5, p.834-837, 2005.

TRIBUZY, A. S.; TABALDI, L. A.; TRIBUZY, E. S.; SOARES, J. C. R.; FINGER, C. A. G.: Crescimento e acúmulo de biomassa de Luehea divaricata Mart. & Zucc. submetida ao sombreamento. Revista Ibero Americana de Ciências Ambientais, v.13, n.3, p.250-259, 2022. DOI: http://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2022.003.0020.

UCHIDA, T. & CAMPOS, M. A. A.: Influência do sombreamento no crescimento de Mudas de Cumarú (Dipterix odorata (AUBL.) WILLD. – FABACEAE) Cultivadas em viveiro. Acta Amazônica. 30 (I): 107 -114. 2000.

VILELA, A. E.; RAVETTA, D. A.: The effect of radiation on seedling growth and physiology in four species of Proposis L. Mimosaceae). Journal of Arid Environmental, London, v. 44, n. 4, p. 415-423. 2000.

Published

2023-10-23

How to Cite

Tribuzy, A. S., Finger, C. A. G., Tabaldi, L. A., Pauletto, D., de Camargo, P. B., Silva, K. G., & Tribuzy, E. S. (2023). DINÂMICA DA TAXA DE INCREMENTO EM FUNÇÃO DO TEMPO (DE Luehea divaricata MART . Revista Contemporânea, 3(10), 18769–18781. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-114

Issue

Section

Articles