REDUÇÃO DA EVASÃO ESCOLAR NO POR MEIO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: UMA ABORDAGEM DE MARKETING CENTRADA NO CLIENTE

Authors

  • Rosemare Cristina da Paixao
  • Edson de Freitas Pinto

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-082

Keywords:

Evasão Escolar, Ensino Médio, Inteligência Artificial, Marketing, Satisfação do Cliente

Abstract

O abandono escolar no ensino médio é um problema global que pode ter graves consequências para a vida do jovem, como a falta de perspectivas profissionais e aumento da vulnerabilidade social. A aplicação de ferramentas de Inteligência Artificial pode ser uma solução para identificar alunos em risco de evasão escolar, permitindo que a escola possa intervir precocemente e desenvolver estratégias de marketing mais eficientes para reduzir a evasão escolar. Marketing educacional é uma estratégia de marketing específica para instituições de ensino e programas educacionais. Ele se concentra em atrair e reter alunos, aumentar a conscientização sobre a instituição de ensino e melhorar a reputação da marca educacional. Diferentemente do marketing tradicional, o marketing educacional requer uma compreensão aprofundada das necessidades e desejos dos alunos em potencial, bem como das tendências do mercado educacional. No entanto, é necessário considerar investimentos em tecnologia, capacitação de profissionais, questões éticas e de privacidade. Este estudo tem como objetivo analisar a aplicabilidade de ferramentas de Inteligência Artificial para reduzir a evasão escolar no ensino médio e gerar um marketing mais eficiente e com foco na satisfação do cliente.

References

Alam, M., Mathai, G., &Lakshminarayanan, S. (2018). Intelligenttutoring system for e- learningbasedonlearningstyleandemotion: A review. In Proceedingsofthe 2018 IEEE 18thInternationalConferenceonAdvanced Learning Technologies (ICALT) (pp. 1-2). IEEE. https://doi.org/10.1109/ICALT.2018.00007 DOI: https://doi.org/10.1109/ICALT.2018.00007

Campos, A. B. A., & Oliveira, D. A. (2018). Marketing educacional: a importância do relacionamento com os clientes no contexto das instituições de ensino. RACE - Revista de Administração, Contabilidade e Economia, 17(1), 201-224. https://doi.org/10.17648/race-17- 1-5226

Carvalho, T. A., et al. (2017). Marketing educacional: um estudo das práticas de marketing em instituições de ensino superior privadas. Revista de Administração e Inovação, 14(2), 223- 246. https://doi.org/10.11606/rai.v14i2.132333

Cruz, L. S., & Lemos, S. S. (2019). Marketing Educacional: uma revisão bibliográfica. Revista de Gestão, 26(1), 23-30. https://doi.org/10.1108/REGE-05-2018-0069

Cunha, J. P. M., &Bizzo, N. M. V. (2017). Evasão escolar: um estudo exploratório dos dados do censo escolar brasileiro. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 98(247), 67-86. https://doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.98i247.2634

Fang, C., &Ye, Q. (2018). Artificial intelligence in service: A research agenda. Journal of Service Management, 29(6), 907-931. https://doi.org/10.1108/JOSM-09-2018-0233 DOI: https://doi.org/10.1108/JOSM-04-2018-0119

Fonseca, G. G., Barros, M. C. M., Almeida, L. S. S., & Moura, A. M. A. (2020). Evasão escolar: Um estudo bibliométrico no Brasil. Research, Society andDevelopment, 9(1), e119118310. https://doi.org/10.33448/rsd-v9i1.8310

Garcia, D. L., Almeida, R. P., & Farias, F. P. (2018). Bullying e evasão escolar: um estudo com alunos do ensino médio em escolas públicas [Bullying andschooldropout: A studywith high schoolstudents in publicschools]. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 19(1), 47-57.http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1679-33902018000100005&script=sci_abstract&tlng=pt

Gómez, F. B., Castro, M. L. V., Rodríguez, N. B., & Jiménez, L. M. C. (2019). Motivos de ladeserción escolar enestudiantes de educación media superior en México [Reasons for schooldropoutamong high schoolstudents in Mexico]. Revista Iberoamericana de Educación Superior, 10(28), 36-50. https://doi.org/10.22201/cuaed.20074751e.2019.28.70680

Koedinger, K. R., &Corbett, A. T. (2012). Educational data mining. WileyInterdisciplinary Reviews: Cognitive Science, 3(6), 567-580. https://doi.org/10.1002/wcs.1186 DOI: https://doi.org/10.1002/wcs.1186

Martin, M. T., Tobin, S. J., &Sugimoto, C. R. (2019). Making scholarlymetrics more democratic. Communications ofthe ACM, 62(4), 42-44. https://doi.org/10.1145/3303861. DOI: https://doi.org/10.1145/3343048

Martin, N. J., Tobin, S. J., &Sugimoto, C. R. (2019). Can artificial intelligencebecreative? Exploringthe role of AI in thecreative industries. Journal of Business Research, 98, 411-420.

Martin, S., Tobin, T., &Sugimoto, C. R. (2019). Machinelearningandeducation: An overview. EducationalResearcher, 48(7), 385-392. https://doi.org/10.3102/0013189X19849948

Moini, S., Pourhossein, R., &Mousavinasab, S. N. (2018). A review ofgreen marketing andtheimpactofgreenwashingonconsumers. Journal of CleanerProduction, 198, 1006-1015. https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2018.07.178 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2018.07.178

NMC/CoSNHorizon Report. (2017). Highereducationedition. Austin: The New Media Consortium. http://cdn.nmc.org/media/2017-nmc-cosn-horizon-report-he-EN.pdf

Organização das Nações Unidas (ONU). Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD). (2022). Starting Strong III: A Quality Toolbox for EarlyChildhoodEducationandCare. OECD Publishing. https://doi.org/10.1787/9789264260888-en

Organização das Nações Unidas (ONU). Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD). (2022). Starting Strong III: A Quality Tool box for Early Childhood Education and Care. OECD Publishing. https://www.oecd.org/education/starting-strong-3-a-quality-toolbox-for-early-childhood- education-and-care-9e95b43f-en.htm

Orowski, M. A., & Moscheta, M. S. (2017). Análise das causas da evasão escolar no ensino médio em uma escola pública. Revista Eletrônica de Educação, 11(1), 109-125. http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/873

Pereira, R. A. (2017). Qualidade de ensino e evasão escolar no Brasil: Uma análise a partir do Censo Escolar 2014. Revista Brasileira de Estudos de População, 34(1), 187-207. https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102- 30982017000100187&script=sci_abstract&tlng=pt

Pontes, G. S. S. (2019). Fatores que influenciam a evasão escolar no ensino médio público no Brasil. Revista Eletrônica Saberes da Educação, 10(2), 173-189. https://doi.org/10.12957/tekyon.v10i2.45402

Ribeiro, T. A., & Teixeira, R. M. (2017). Marketing educacional: uma análise de conceitos e estratégias. Revista Tecnológica de Negócios, 11(1), 105-123. https://doi.org/10.5585/rtne.v11i1.17490

Teixeira, M. (2016). Evasão escolar: conceito e fatores determinantes. Cadernos de Pesquisa, 46(160), 1045-1066. https://doi.org/10.1590/198053143513

Transformingour world: the 2030 Agenda for SustainableDevelopment. (2022). New York: United Nations. https://doi.org/10.18356/9789211014032

Trucano, M. (2018). Skills for a digital world: 2016 World Development Report. World Bank. https://doi.org/10.1596/978-1-4648-1003-2

Yuan, R., Liu, MJ, Luo, J. e Yen, DA (2016). Transferência recíproca de associações de identidade e imagem de marca decorrentes de extensões de marca no ensino superior. Jornal de Pesquisa Empresarial, 69, 3069-3076.

Published

2023-10-18

How to Cite

da Paixao, R. C., & Pinto, E. de F. (2023). REDUÇÃO DA EVASÃO ESCOLAR NO POR MEIO DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: UMA ABORDAGEM DE MARKETING CENTRADA NO CLIENTE. Revista Contemporânea, 3(10), 18159–18180. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-082

Issue

Section

Articles