O GEODESIGN COMO SUPORTE NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÕES: O CASO DO SETOR NORTE DO MUNICÍPIO DE SANTA LUZIA – MG

Authors

  • Ana Carolina Resende Mascarenhas
  • Ana Clara Mourao Moura
  • Maria Luiza Almeida Cunha de Castro

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-065

Keywords:

Geodesing, Participação Popular, Workshop, Expansão Urbana, Bens Culturais

Abstract

O Geodesign é um método de construção coletiva para o território, no qual a escuta cidadã é fundamental para a construção de opiniões e a tomada de decisão. O princípio consiste em informar o participante sobre as características do local ao fornecer um conjunto de informações que serão a base para co-criação de políticas e projetos. Assim, o trabalho proposto tem como objetivo aplicar o Geodesign para promover a cocriação de ideias em um contexto de vulnerabilidade que envolve questões socioambientais e patrimoniais complexas: o setor norte de Santa Luzia/MG. Esta região vem sofrendo fortes pressões de desenvolvimento por ser integrante do atual contexto de expansão urbana do Vetor Norte da RMBH e submetida aos efeitos da possível implementação do projeto do Rodoanel, resultando em conflitos de interesse no uso da terra e problemas de preservação cultural e ambiental. Assim, o artigo apresenta um workshop de geodesign, realizado no âmbito de uma pesquisa de pós-graduação. Para a realização do experimento metodológico em questão, foi utilizada a plataforma brasileira de Geodesign, a Giscolab, que foi desenvolvida para adequar o método às especificidades do Brasil. O geodesign se mostrou como um instrumento eficiente para organizar encontros com discussão sobre a área e como método de planejamento que respeita a necessidade das pessoas de fazerem parte da cidade.

References

Comissão Nacional para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CNODS): Plano de Ação 2017-2019. CNODS, 2017. Disponível em https://bit.ly/2QNUCCp. Acesso em: 18 set. 2022.

DIAS, Lúnia Costa. (2015). Ser quilombola e ser de Pinhões: dinâmicas e experiências de uma produção do lugar. 2015. Dissertação de Mestrado. Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais. Disponível em: https://conflitosambientaismg.lcc.ufmg.br/producao-academica/ser-quilombola-e-ser-de-pinhoes-dinamicas-e-experiencias-de-uma-producao-do-lugar/. Acesso em: 23 maio 2022.

FREITAS, Christian Rezende. Tecnologias de geoinformação no planejamento territorial: novas formas de produção, compartilhamento e uso de dados espaciais. 2020. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/40989. Acesso em: 9 out. 2022.

FREITAS, Daniel Medeiros de. Desvelando o Campo de Poder dos Grandes Projetos Urbanos da Região Metropolitana de Belo Horizonte. 2016. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Minas Gerais. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/MMMD-AKHQNY. Acesso em: 28 maio 2022.

FUNDAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Fundação das Nações Unidas, 2022. Objetivo de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: https://unfoundation.org/what-we-do/issues/sustainable-development-goals/. Acesso em: 18 set. 2022.

MASCARENHAS, Ana Carolina Resende; SÁ, Ana Isabel de. 2019. São Bené Park: a study of VGI and geodesign as methods for the representation and co-creation of urban territory in Santa Luzia, MG, Brazil. Em Tecnopolitics in urban regeneration co-creating public spaces. 1 ed. Lisboas: ISCTE-IUL.

MOURA, Ana Clara Mourão. O Geodesign como processo de co-criação de acordos coletivos para a paisagem territorial e urbana. In: LADWIG, Nilzo Ivo; CAMPOS, Juliano Bitencourt (org.). Planejamento e gestão territorial: o papel e os instrumentos do planejamento territorial na interface entre o urbano e o rural. Criciúma (SC): UNESC, 2019. Cap. 1. DOI: https://doi.org/10.18616/pgtur01

MOURA, Ana Clara Mourão; FREITAS, Christian Rezende. 2020. Brazilian Geodesign Platform: WebGis & SDI & Geodesign as Co-creation and Geo-Collaboration. In:, et al. Computational Science and Its Applications – ICCSA 2020. ICCSA 2020. Lecture Notes in Computer Science, vol 12252. Springer, Cham. p. 332-348, 2020. Disponível em: https://geoproea.arq.ufmg.br/publicacoes/2020/brazilian-geodesign-platform-webgis-sdi-geodesign-as-co-creation-and-geo-collaboration. Acesso em: 29 maio 2022. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-58811-3_24

MOURA, Ana Clara Mourão; FREITAS, Christian Rezende. 2021. Scalability in the Application of Geodesign in Brazil: Expanding the Use of the Brazilian Geodesign Platform to Metropolitan Regions in Transformative-Learning Planning. Sustainability 2021, 13, 6508. https://doi.org/10.3390/su13126508. Disponível em: https://geoproea.arq.ufmg.br/publicacoes/2021/scalability-in-the-application-of-geodesign-in-brazil-expanding-the-use-of-the-brazilian-geodesign-platform-to-metropolitan-regions-in-transformative-learning-planning. Acesso em: 9 out. 2022 DOI: https://doi.org/10.3390/su13126508

ROMA, Júlio César. Os objetivos de desenvolvimento do milênio e sua transição para os objetivos de desenvolvimento sustentável. Cienc. Cult., São Paulo, v. 71, n. 1, p. 33-39, Jan. 2019. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252019000100011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 18 set. 2022. http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602019000100011. DOI: https://doi.org/10.21800/2317-66602019000100011

SANTA LUZIA. Prefeitura Municipal de Santa Luzia. Lei Complementar Nº 3.463, de 23 de dezembro de 2013. Dispõe sobre a Lei de parcelamento, uso e ocupação do solo de Santa Luzia. Santa Luzia: Prefeitura Municipal de Santa Luzia, 2013. Disponível em: < http://www.santaluzia.mg.gov.br/images/durbano/lei-2835-compilada/Lei_2835.pdf> Acesso em: 30 de janeiro de 2022. Disponível em: < http://www.santaluzia.mg.gov.br/images/durbano/lei-2835-compilada/Lei_2835.pdf> Acesso em: 30 de janeiro de 2022.

SOUZA, Leandro de Aguiar et al. Levantamento e análise georreferenciada de estruturas e processos produtivos no município de Santa Luzia: subsídios para atualização da Política Municipal de Desenvolvimento Econômico - Projeto Desenvolver, 2019. Disponível em: <http://empreender.santaluzia.mg.gov.br/>. Acesso em: 29 de janeiro de 2022.

STEINITZ, Carl. Um framework para o Geodesign: alterando a geografia através do design. Redland: Esri, 2016.

Steinitz, C. On Landscape Architecture Education and Professional Practice and Their Future Challenges. Land 2020, 9, 228. https://doi.org/10.3390/land9070228. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/342939529_On_Landscape_Architecture_Education_and_Professional_Practice_and_Their_Future_Challenges. Acesso em: 12 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.3390/land9070228

TONUCCI FILHO, FREITAS. Planejamento metropolitano e grandes projetos urbanos: concepção e descaminhos da política de novas centralidades na RMBH. Cadernos Metrópole. São Paulo, v. 22, n. 47, p. 61-84, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cm/a/nh8n5FfWBpRcdRRVYTCcLdp/?lang=pt. Acesso em: 19 maio 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/2236-9996.2020-4703

Published

2023-10-16

How to Cite

Mascarenhas, A. C. R., Moura, A. C. M., & de Castro, M. L. A. C. (2023). O GEODESIGN COMO SUPORTE NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÕES: O CASO DO SETOR NORTE DO MUNICÍPIO DE SANTA LUZIA – MG. Revista Contemporânea, 3(10), 17832–17857. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-065

Issue

Section

Articles