RACISMO ESTRUTURAL E PROCESSOS DE GUETIZAÇÃO: DEBATES NECESSÁRIOS AO ASSISTENTE SOCIAL EM FORMAÇÃO

Authors

  • Pauline Aparecida Ildefonso Ferreira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N11-081

Keywords:

Racismo Estrutural, Guetização, Serviço Social, Formação Profissional

Abstract

Este artigo recupera parte da revisão bibliográfica sobre a formação sócio-histórica do Brasil tendo como lócus investigativo as categorias estruturais das desigualdades, a saber, a tríade classe, gênero e raça. A aproximação do Serviço Social com as pesquisas que desvelam as multifacetadas expressões da questão social tem arrastado o olhar interseccional para desvelar novas dimensões de análise das realidades cotidianas, sobretudo quando tratamos de tais categorias em face do capitalismo tardio manifesto em sua forma monopolista rentista nos territórios do sul global.

References

ALMEIDA, Silvio de. A inferiorização dos negros a partir do racismo estrutural. Silvio Luiz. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte: Letramento, 2018.

ALMEIDA, Silvio Luiz de Racismo estrutural/Silvio Luiz de Almeida. São Paulo: Sueli Carneiro; Pólen, 2019.

SANTOS, Joel Rufino dos. O que é racismo? Joel Rufino dos Santos. – São Paulo: Abril Cultural: Brasiliense, 1984.

BENTO, Maria Aparecida Silv. BRANQUEAMENTO E BRANQUITUDE NO BRASIL In: Psicologia social do racismo – estudos sobre branquitude e branqueamento no Brasil/Iray Carone, Maria Aparecida Silva Bento (Organizadoras) Petrópolis, RJ: Vozes, 2002, p. (25-58)

CHALHOUB, Sidney. Trabalho, Lar e Botequim: o cotidiano dos trabalhadores no Rio de Janeiro da Belle époque. 3. ed. Campinas, SP: Editora Unicamp, 2012.

COLLINS, Patrícia Hill. Pensamento feminista negro: conhecimento, consciência e política do empoderamento/Patrícia Hill Collins; tradução Jamille Pinheiro Dias. 1. ed. – São Paulo: Boitempo, 2019.

IANNI, Otavio. Raça e classes no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1996.

________. Dialética das relações raciais. Estudos avançados, São Paulo v.18, n. 50 Jan./Apr. 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-40142004000100003

LATOUCHE, Serge. A ocidentalização do mundo: ensaio sobre a significação, o alcance e os limites da uniformização planetária. Petrópolis: Vozes, 1994

REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mulheres, negras e professoras: suas histórias de vida. Campos dos Goytacazes, RJ: Brasil Multicultural, 2017.

RIBEIRO, Djamilla. O que é lugar de fala? Belo Horizonte/MG: Letramento, 2017.

SOUSA, Neuza Santos. Tornar-se Negro: as vicissitudes da identidade do negro brasileiro em ascensão social/Neuza Santos Sousa. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1983.

PAIXÃO, Marcelo; CARVANO, Luiz (orgs.). Relatório anual das desigualdades raciais no Brasil; 2007-2008. Rio de Janeiro: Garamond Universitária, 2008.

AZEVEDO, Célia Maria Marinho de. Onda Negra e o medo branco. O negro no imaginário das elites- séc. XIX. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987

BEHRING, Elaine Rossetti.Política social: fundamentos e história/ Elaine Rossetti Behring, Ivaneti Boschetti. 6. Ed. – São Paulo: Cortez, 2009.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil. O longo Caminho. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

FONTES, Virgínia. A sociedade civil no brasil contemporâneo: lutas sociais e luta teórica na década de 1980. LIMA, J.C.F., and NEVES, L.M.W., org. Fundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2006 DOI: https://doi.org/10.7476/9788575416129.0008

COUTINHO, Carlos Nelson. O Estado Brasileiro: gênese, crise, alternativas. LIMA, J.C.F., and NEVES, L.M.W., org. Fundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2006 DOI: https://doi.org/10.7476/9788575416129.0007

FRIGOTO, Galdêncio. Fundamentos científicos e técnicos da relação trabalho e educação no brasil de hoje. LIMA, J.C.F., and NEVES, L.M.W., org. Fundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2006. DOI: https://doi.org/10.7476/9788575416129.0009

AVRITZER, Leonardo.Sociedade civil e Estado no Brasil: da autonomia à interdependência política. Opin. Publica 18 (2) Nov 2012 https://doi.org/10.1590/S0104-62762012000200006 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-62762012000200006

LOBATO, Lenaura de Vasconcelos Costa, Políticas sociais e modelos de bem-estar social: fragilidades do caso brasileiro. Articles Saúde debate 40 (spe) Dez 2016 https://doi.org/10.1590/0103-11042016S08 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-11042016s08

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do Poder, Eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber, eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. CLACSO: Buenos Aires, 2005, p. 227-278.

GONZALEZ, Lélia. Cultura, etnicidade e trabalho: efeitos linguísticos e políticos da exploração da mulher. ENCONTRO NACIONAL DA LATIN AMERICAN STUDIES ASSOCIATION PITTSBURGH. 8. Anais [...]. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 1979.

SANTOS, Rosenverck Estrela. O marxismo e a questão racial no Brasil: reflexões introdutórias. Lutas Sociais, São Paulo, v.19, n. 34, p.100-113, jan./jun 2015.

NASCIMENTO, Abdias do. Jornada Negro- Libertária. Afrodiaspora, Revista do Mundo Negro (4 números, 1983 e 1984), IPEAFRO, 1984.

CERQUEIRA-NETO, Sebastião; PINHEIRO, Ana C; CUNHA, Ricardo A. Território e identidade na “terra mãe do Brasil”: a invisibilidade indígena na cidade de Porto Seguro – Bahia. Revista Espacialidades, v. 16, n. 2, p. 252-270, 2020. DOI: https://doi.org/10.21680/1984-817X.2020v16n2ID19966

Published

2023-11-15

How to Cite

da Silva, P. A. I. F. (2023). RACISMO ESTRUTURAL E PROCESSOS DE GUETIZAÇÃO: DEBATES NECESSÁRIOS AO ASSISTENTE SOCIAL EM FORMAÇÃO. Revista Contemporânea, 3(11), 21482–21502. https://doi.org/10.56083/RCV3N11-081

Issue

Section

Articles