ADENOCARCINOMA GÁSTRICO DO TIPO DIFUSO DE CÉLULAS EM ANEL DE SINETE: UM RELATO DE CASO

Authors

  • Evandro Messias Neves da Silva
  • Talles Borges Pereira
  • Gessyka Soares Castro
  • Alline Guimarães de Castro
  • Luiz Augusto Debona
  • Rafael Lopes Nogueira Guimaraes
  • Frederico Valadares Lanza França

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-137

Keywords:

Adenocarcinoma, Carcinoma de Células em Anel de Sinete, Diagnóstico, Prognóstico

Abstract

Trata-se de um relato de caso de uma paciente jovem com câncer gástrico, abordando desde os sintomas inicias, bem como o raciocínio clinico para o diagnóstico e desfecho clinico, em um hospital do Distrito Federal. O câncer gástrico é uma das neoplasias mais prevalentes em todo o mundo, representando um sério desafio de saúde pública devido à sua alta incidência, com mais de 900 mil casos identificados a cada ano. Apresenta alto índice de mortalidade, é assintomático em seus estágios inicias e por vezes os sintomas manifestados são inespecíficos, dificultando a detecção da doença em estágios precoce. A maior parte das neoplasias gástricas são malignas, se apresentando na forma de três tipos histológicos:  adenocarcinoma sendo o tipo histológico frequente, seguido do linfoma e leiomiossarcoma. O adenocarcinoma é dividido histologicamente em dois subtipos, o Intestinal e difuso. O subtipo difuso é menos frequente que o tipo intestinal e apresenta ainda pior prognóstico, sendo frequente em populações de baixo risco para carcinoma gástrico e acometendo pacientes mais jovens.

References

BARCHI, L. C.; et al. II Consenso Brasileiro de Câncer Gástrico realizado pela Associação Brasileira de Câncer Gástrico. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva, v. 33, 2020.

DETTINO, A. L. A. 2008. Linfangite carcinomatosa: impacto da terapêutica paliativa na qualidade de vida e prognóstico. 2008. Dissertação (Doutorado) - Universidade de São Paulo, 2008.

FORMAN, D.E; BURLEY, V.J. Câncer gástrico: padrão global da doença e uma visão geral dos fatores de risco ambientais. Melhores práticas e pesquisas Gastroenterologia clínica, v. 20, n. 4, p. 633-649, 2006.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER. INCA. Estimativa 2020: Incidência de Câncer no Brasil. Rio de Janeiro, 2019.

LOPES, A. C. Tratado de clínica médica. In Tratado de clínica médica. São Paulo: Roca, 2006, p. 2311- 16.

MANSFIELD, P.F. Clinical features, diagnosis, and staging of gastric câncer. 2023. Disponível em: https://www.uptodate.com/contents/clinical-features-diagnosis-and-staging-of-gastric-cancer. Acesso em 28 jun. 2023.

SANT, J. P.; et al. Carcinoma gástrico adenoescamoso-Relato de Caso/Squamous cell carcinoma of the Stomach-Clinical Study. Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, 2018, p. 123-25. DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2018.63.2.123

SANTOS, M.O; et al. Estimativa de incidência de câncer no Brasil, 2023-2025. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 69, n. 1, 2023. DOI: https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2023v69n1.3700

SABISTON JR., D. C.; TOWNSEND, M. C. Tratado de Cirurgia. 16.ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

SOUZA, L. A. D. Epidemiologia do câncer de estômago. 2022. 88 f. Dissertação (Mestrado em Cirurgia e Anatomia) – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, 2022.

ZATERKA, S.; EISIG, J. N. Tratado de gastroenterologia: da graduação à pós-graduação. São Paulo: Atheneu, 2016, p. 653-67.

Published

2023-10-25

How to Cite

da Silva, E. M. N., Pereira, T. B., Castro, G. S., de Castro, A. G., Debona, L. A., Guimaraes, R. L. N., & França, F. V. L. (2023). ADENOCARCINOMA GÁSTRICO DO TIPO DIFUSO DE CÉLULAS EM ANEL DE SINETE: UM RELATO DE CASO. Revista Contemporânea, 3(10), 19191–19203. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-137

Issue

Section

Articles