DW RIDES: UMA PROPOSTA DE SISTEMA PARA CARONAS COLETIVAS

Authors

  • Bruno Wellington da Silva Lima
  • Vinícius Silva
  • Lívia Beatriz Maia de Lima
  • Dimona Laquis Alves Andrade
  • Reudismam Rolim de Sousa
  • Alysson Filgueira Milanez

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-053

Keywords:

Caronas Coletivas, Sustentabilidade, Desenvolvimento, Aplicativo, Protótipo

Abstract

As caronas coletivas estão emergindo como uma opção social e ecologicamente relevante para a mobilidade urbana, ganhando destaque, principalmente em centros como a cidade de Pau dos Ferros - RN, onde um dos campus da UFERSA está localizado. Para abordar essa necessidade crescente, este trabalho propõe o desenvolvimento do aplicativo DW RIDES, que visa simplificar e otimizar o acesso às caronas no estado do Rio Grande do Norte. Este artigo descreve o processo de produção do protótipo do aplicativo que ao final oferece uma visão preliminar do produto final, abrangendo tanto aspectos técnicos quanto teóricos de usabilidade. No entanto, é importante destacar que uma fase de refinamento é necessária antes da conclusão da versão definitiva, embasada na análise dos resultados obtidos por meio do questionário SUS. O DW RIDES possui potencial notável para se estabelecer como uma solução viável e sustentável para os desafios da mobilidade urbana, contribuindo para a melhoria do transporte e para a promoção de uma mobilidade mais sustentável.

References

ABREU, V. H. S. de; SANTOS, A. S. A dinâmica de sistemas como ferramenta de suporte ao transporte sustentável: uma revisão da literatura. In: XXXIII Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes. 2019.

ALMEIDA, V. G. T. Poluição decorrente do trânsito: causas e soluções desse malefício social. 2022. 73 f. TCC (Graduação), Curso de Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Maria, 2022.

ARASAKI, P. K. et al. Contribuições da carona solidária no processo de compartilhamento do conhecimento. NAVUS-Revista de Gestão e Tecnologia, v. 6, n. 3, p. 40-55, 2016. DOI: https://doi.org/10.22279/navus.2016.v6n3.p40-55.376

BEZERRA, E. Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

BERGMAN, L.; RABI, N.I.A. Mobilidade e política urbana: subsídios para uma gestão integrada. Rio de Janeiro: IBAM; Ministério das Cidades, 2005.

BROOKE, J. Sus – a quick and dirty usability scale. In:. [S.l.: s.n.], 1996. p. 189–194

CARVALHO, C. H. R. de. Texto para Discussão. Mobilidade Urbana Sustentável: Conceitos,Tendências e Reflexões. Brasília: IPEA, 2016.

COSTA, M.S. Mobilidade urbana sustentável: um estudo comparativo e as bases de um sistema de gestão para Brasil e Portugal. 2003. 196f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – USP, 2003.

CRUZ, I. et al. Carrona, uma alternativa de mobilidade e suas vantagens. In:. [S.l.: s.n.], 2017.

GOMES, M. F.; PINTO, W. S. Justiça socioambiental e processo de urbanização das cidades. Revista de Direito da Cidade, v. 12, n. 1, p. 582-608, 2020. DOI: https://doi.org/10.12957/rdc.2020.39931

GUEDES, G. T. A. UML 2-Uma abordagem prática. 3. Ed. São Paulo: Novatec Editora, 2018.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea. Indicadores de mobilidade urbana da Pnad 2012. Brasília: Ipea, 2013.

KNAPP, J.; ZERATSKY, J.; KOWITZ, B. Sprint: o método usado no Google para testar e aplicar novas ideias em apenas cinco dias. Editora Intrínseca, 2017.

LARA, F. R. de; MARTINS, T. S. Protótipo de sistema de caronas aplicado na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. 2016. 119 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Sistemas de Informação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2016.

LESSA, D. A. et al. A mobilidade urbana em Belo Horizonte/Minas Gerais/Brasil: indicadores e projeções para as viagens por automóveis. Revista Transporte y Territorio, n. 20, p. 288-306, 2019. DOI: https://doi.org/10.34096/rtt.i20.6393

MARTINS, D. L. et al. Análise sobre o impacto dos aplicativos de ridesourcing nas ações dos planos de mobilidade urbana. In: Congresso de Pesquisa e Ensino em Transporte da Anpet. 2019.

NETO, F. A. A. Carona "solidária", redes sociais e direito dos transportes: perspectiva e novas configurações do fluxo de pessoas. 2021. 250 f. Tese (Doutorado em Geografia) - UFU, Uberlândia, 2021.

PEREIRA, R. H. M. et al. Tendências e desigualdades da mobilidade urbana no Brasil I: o uso do transporte coletivo e individual. IPEA.- Brasília: Rio de Janeiro: Ipea, 2021. DOI: https://doi.org/10.38116/td2673

PINHEIRO, J. G. de M. DIAGNÓSTICO PANOR MICO DAS CALÇADAS DO BAIRRO PEQUI ATRELADO À MOBILIDADE URBANA, EM EUNÁPOLIS–BAHIA. Revista do Laboratório de Ensino de História e Geografia da UESC, v. 2, n. 2, p. 2-21, 2022. DOI: https://doi.org/10.36113/rlahige.v2i2.3344

PADILLO, A. R., et al. Sistemas de transporte: introdução, conceitos e panorama. Cachoeira do Sul, RS: UFSM-CS, 2020.

SANTOS, V. M. N. dos; BACCI, D. de La Corte. Proposta para governança ambiental ante os dilemas socioambientais urbanos. Estudos Avançados, v. 31, p. 199-212, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890017

SILVA, E. J. da. O Design SPRINT como ferramenta para engajamento da equipe: um estudo de caso. Human Factors in Design, v. 7, n. 13, p. 191-202, 2018. DOI: https://doi.org/10.5965/2316796307132018191

SILVA, F. M. P. G. de A. da. Mobilidade sustentável no Município de Cascais: o sistema MobiCascais. Relatório de Estágio, Mestrado em Urbanismo Sustentável e Ordenamento do Território, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH), 2021.

SILVA, L. A. de S. Carona dinâmica como medida de mobilidade sustentável em Campus universitário. Dissertação (Mestrado) UFPE, 2017.

TELES, V. M. Extreme Programming: Aprenda como encantar seus usuários desenvolvendo software com agilidade e alta qualidade. Novatec Editora, 2017.

Published

2023-10-11

How to Cite

Lima, B. W. da S., Silva, V., de Lima, L. B. M., Andrade, D. L. A., de Sousa, R. R., & Milanez, A. F. (2023). DW RIDES: UMA PROPOSTA DE SISTEMA PARA CARONAS COLETIVAS. Revista Contemporânea, 3(10), 17637–17659. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-053

Issue

Section

Articles