O USO DE LEVEDURAS PARA INDUÇÃO DE RESISTÊNCIA EM FEIJOEIROS AO CRESTAMENTO BACTERIANO COMUM

Authors

  • André Sandmann
  • José Airton Azevedo dos Santos
  • Vanessa Hlenka
  • Lidinalva Rufino dos Santos
  • Fabiana Costa Araújo Schütz
  • Liliane Hellmann
  • Flavio Piekarzewicz da Silva
  • Eduardo Ribeiro Pereira Leal

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-113

Keywords:

Leveduras, Controle Biológico, Cultivo

Abstract

Tendo em vista a necessidade de proteínas para a realização de atividades em nosso organismo, o consumo de feijão é atualmente uma importante fonte desta, um dos componentes básicos da dieta alimentar brasileira, levando em consideração todas as dificuldades de se estar implementando o cultivo de forma a não sofrer pelas doenças e pragas correlacionadas a esta pratica. Tendo em vista esta dificuldade, o cultivar atualmente tem sido desenvolvido por pequenos produtores principalmente em regiões que apresentem uma umidade elevada e são quentes, estas características ambientais para o cultivo do feijoeiro faz com que seja alvo de inúmeras doenças, entre as principais que estão atacando este cultivo temos o desenvolvimento bacteriano da Xanthomonas axonopodis pv. Phaseoli. A doença causada por esta espécie caracteriza um relevante queda no lucro para os produtores deste ramo, sendo assim, a principal forma de controle para esta doença é por meio de controladores quimicos, fato que facilida a manutenção da produtividade e restabelece os lucros para quem trabalha com o cultivar. Buscando uma alternativa para esta potencializando a resistencia pré-existente nestes organismos o presente trabalho descorre sobre a utilização de potencializadores microbiologicos de resistência a patógenos, como exemplo da aplicação tem-se a utilizaçã da levedura Saccharomyces cerevisiae, para tal finalidade bem como o uso da Saccharomyces buolardii, levando em consideração a analises realizadas com aplicação das especies de leveduras em cultivos de feijão constatou-se a viabilidade desta pratica, obtendo-se uma importante ferramenta para controle biologico de possiveis doenças causadas por bactérias.

References

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Departamento Técnico-Científico, Brasilia, DF. Programa Nacional de Pesquisa de Feijâo. Brasília, EMBRAPA-DID, 1981. 117p.

HELING, A. L. Controle biológico de Mycosphaerella fragariae na cultura do morangueiro. Marechal Candido Rondon, 2013.

HELING, A. L. Isolamento e identificação de leveduras do filoplano de ambientes sem o uso de agrotóxicos e a avaliação da eficiencia destas na indução de resistencia e controle biológico de Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli na sultura do feijoeiro. Marechal Candido Rondom, 2014.

HOFFMANN et al. Controle do crestamento bacteriano comum por Saccharomyces cerevisiae, Saccharomyces boulardii e óleo essencial de laranja em feijoeiro suscetível e moderadamente resistente. Marechal Candido Rondon, 2014.

PASCHOLATI, S. F. Potencial de Saccharomyces cerevisiae e outros agentes bióticos na proteção de plantas contra patógenos. Piracicaba, 1998

REIS A, OLIVEIRA SMA, MENEZES M & MARIANO RLR (1995) Potencial de isolados de Trichoderma para biocontrole da murcha de Fusarium do feijoeiro. Summa Phytopathologica, 21: 16-20.

RAVA CA & ROMEIRO RS (1990) Variabilidade de isolados de Xanthomonas campestri pv. phaseoli quanto a patogenicidade em cultivares de Phaseolus vulgaris. Summa Phytopathologica, 16: 226-232.

Rava CA & Sartorato A. (1994) Crestamento Bacteriano Comum. In: Rava CA & Satorato A (Eds). Principais doenças do feijoeiro comum e seu controle. Brasília, EMBRAPA. p.217-242.

RAVA CA & ROMEIRO RS (1990) Variabilidade de isolados de Xanthomonas campestri pv. phaseoli quanto a patogenicidade em cultivares de Phaseolus vulgaris. Summa Phytopathologica, 16: 226-232.

SANDMANN, A. Maximização econômica em unidade produtiva agropecuária com reutilização dos efluentes gerados. Tese de Doutorado, UFCG – Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, 2013.

SANTOS, L. A. R.; TROJAN, F.; MATOS, E. A. Á.; KOVALESKI, J. L.; FRANCISCO, A. C, Manutenção para biodigestores de dejetos de suínos e produção de biogás: Tecnologias de biodigestão difundida pela EMBRAPA, III Congresso Brasileiro de Engenharia de Produção, Ponta Grossa, PR, Brasil, 2013.

TOFFANO, L. Efeitos dos extratos do albedo de Citrus sinensis,Lentinula edodes, Agaricus blazei e dos compostos orgânicos voláteis produzidos por Saccharomyces cerevisiae no controle da mancha preta dos citros. Piracicaba, 2010.

YOSHII, K. Common and fuscous blights. in: BEAN production problema: diseases, insects, soil and cimatic constraints o! Pha:eolu: vulgar!:. Cali, Coloinbia, C1AT, 1980. p.157-72.

VAN LOON LC, BAKKER PHHM & PIETERSE CMJ (1998) Systemic resistance induced by rhizosphere bacteria. Annual Review of Phytopathology, 36: 453-483.

VIEIRA JÚNIOR JR, ROMEIRO RS, VIEIRA RF & SOARES DJ (2002) Sele- ção de bactérias residentes de filoplano de feijoeiro como agentes de biocontrole de duas enfermidades da parte aérea. Fitopatologia Brasileira, 27: 227-227.

WANG, H., CHANG, K.F., HWANG, S.F., TURNBULL, G.D., HOWARD, R.J., BLADE, S.F., CALLAN, N. W. Fusarium root rot of coneflower seedlings and integrated control using Trichoderma and fungicides. Biocontrol, 2015, 50: 317 0 329.

WEBSTER DM, TEMPLE SR & SCHWARTZ HF (1980) Selection for resistance to Xanthomonas phaseoli in dry beans. Crop Science, 20: 519-522.

ZANATTA, G.C., MOURA, A.B., MAIA, L.C., SANTOS, A. S. Bioassay for selection of biocontroller bacteria against bean common blight (Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli). Brazilian journal of microbiology, 38:511–515. (2007)

ZANATTA G. C. N. Potencial de bactérias para biocontrole de Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli e promoção de crescimento na cultura do feijão. Tese de doutorado. Pelotas, Universidade Federal de Pelotas. 67 p. (2004)

ZHANG S, MOYNE A, READDY MS & KLOPPER JW (2002) The role of salicylic acid in induced systemic resistance elicited by plant growth-promoting rhizobacteria against blue mold of tobacco. Biological Control, 25: 288-296.

COELHO, A.M.; FRANÇA, G.E. Seja o doutor do seu milho: nutrição e adubação. 2.ed. Piracicaba: Potafos, 1995

DECKER, V. Avaliação da intensidade luminosa na germinação e no desenvolvimento incial de Leucena (Leucaena leucocephala (Lam) de Wit.). Dissertação de mestrado, UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, 2008.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Soja (Londrina, PR). Recomendações técnicas para a cultura da soja na região Central do Brasil 1998/99. Londrina: 1998. 182p. (EMBRAPA-CNPSo. Documentos, 120).

FRANCO, H. C. J. Avaliação agronômica de fontes e doses de fósforo para o capim –tifton 85. Universidade Estadual Paulista – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal, 2003.

MEDRI, V.. Modelagem e otimização de sistemas de lagoas de estabilização para tratamento de dejetos suínos. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 1997.

MEDRI, V. COSTA, R. H. R. P. Estudo econômico e avaliação preliminar de sistema de tratamento: Lagoas anaeróbica e facultativa para dejetos suínos. UFSC, Departamento de engenharia sanitária e ambiental, Florianópolis, SC, 1997.

SPERLING, M. V. Introdução à qualidade das águas e tratamento de esgotos. Departamento de Engenharia Sanitária Ambiental – DESA, Universidade Federal de Minas Gerais. Vol.1, 3a Ed, 2005.

TEDESCO, M. J. et al. Análise de solo, plantas e outros materiais. Boletim técnico número 5. Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Agronomia - Departamento de Solo, Porto Alegre, 1995.

TELOEKEN, A. Modelagem matemática do tratamento de dejetos suínos em unidades de produção agropecuárias. Dissertação de Mestrado, UNIJUÍ – Universidade regional do noroeste do estado do rio grande do sul, 2009.

Published

2023-10-23

How to Cite

Sandmann, A., dos Santos, J. A. A., Hlenka, V., dos Santos, L. R., Schütz, F. C. A., Hellmann, L., da Silva , F. P., & Leal, E. R. P. (2023). O USO DE LEVEDURAS PARA INDUÇÃO DE RESISTÊNCIA EM FEIJOEIROS AO CRESTAMENTO BACTERIANO COMUM. Revista Contemporânea, 3(10), 18753–18768. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-113

Issue

Section

Articles