A RECUPERAÇÃO JUDICIAL DO PRODUTOR RURAL NO BRASIL – UM DIÁLOGO ENTRE DIREITO, ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO

Authors

  • André Luiz Aidar Alves
  • Sônia Milagres Teixeira
  • José Elenilson Cruz

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N8-185

Keywords:

Interdisciplinaridade, Recuperação Judicial, Produtor Rural, Análise Econômica do Direito e das Organizações

Abstract

O trabalho promove uma análise histórico-normativa-conceitual da recuperação judicial do produtor rural no Brasil, envolvendo o Direito, a Economia e a Administração. Apesar de ocorrer por meio de processo judicial, esta é uma forma complexa de solução da crise econômica do devedor rural que demanda a participação de profissionais diversos, como economistas, administradores, contadores e outros. Cria-se, com a recuperação judicial, uma estrutura organizacional própria, autônoma em relação à figura do devedor, que atua não só no processo, mas também no mercado, por regras específicas e que exige uma gestão com máxima eficiência na persecução dos seus objetivos.

References

______. The Problem of Social Cost. The Journal of Law and Economics. v. 3, p. 1-44. Chicago: The University of Chicago Press, 1960. Disponível em: https://www.journals.uchicago.edu/doi/abs/10.1086/674872. Acesso em: 23/03/2023.

Barroso, L. R. Neoconstitucionalismo e constitucionalização do Direito brasileiro. Revista Quaestio Iuris, v. 2, n. 1, 1-48. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/quaestioiuris/article/view/11641. Acesso em: 23/03/2023.

Brasil. Lei n. 11.101/2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11101.htm. Acesso em: 06/04/2022.

Brasil. Lei n. 14.112/2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/L14112.htm. Acesso em: 06/04/2022.

Cateb, A. B. et al. Direito e Economia no Brasil: estudos sobre a análise econômica do direito. Organizado por Luciano Benetti Timm. 3ª ed. Indaiatuba, SP: Editora Foco, 2019.

CEPEA - CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ECONOMIA APLICADA. PIB do Agronegócio Brasileiro. Disponível em: https://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx. Acesso em: 06/04/2022.

Cesar, J. B. M.; Monti Júnior, C. E. Princípio da igualdade e a terceirização nas relações de trabalho autorizada pelas recentes mudanças legislativas. Cadernos Jurídicos da Faculdade de Direito de Sorocaba, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 285-301, 2017. Disponível em: https://www.fadi.br/revista/index.php/cadernosjuridicos/article/view/34. Acesso em: 9/06/2022.

Coase, R H. The Nature of the Firm. Economica, n. 4, p. 386-405, 1937 Disponível em: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-1-349-24002-9_3. Acesso em: 23/03/2023. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1468-0335.1937.tb00002.x

Coelho, F. U. Curso de Direito Comercial. Vol. 3. 13ª ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

De Assumpção Alves, A. F.; Licks, G. B. Jurimetria aplicada ao processo de recuperação judicial para aferição da arquitetura decisória dos credores. Revista Brasileira de Direito Empresarial, v. 7, n. 1, p. 99-120, 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-0235/2021.v7i1.7944. Acesso em: 09/06/2022. DOI: https://doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-0235/2021.v7i1.7944

Donaldson, T.; Preston, L. E. The stakeholder theory of the corporation: concepts, evidence, and implications. The Academy of Management Review, v. 20, n. 1, p. 65-91, 1995. Disponível em: https://doi.org/10.2307/258887. Acesso em: 09/06/2022. DOI: https://doi.org/10.5465/amr.1995.9503271992

Freeman, R. E. Strategic management: A stakeholder approach. Cambridge University Press, 2010. Disponível em: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=NpmA_qEiOpkC&oi=fnd&pg=PR5&dq=freeman+strategic+management+a+stakeholder+approach&ots=61gjK8KbOQ&sig=ZmRrPTSgc2VTuAtySBi1gktX3Mw#v=onepage&q=freeman%20strategic%20management%20a%20stakeholder%20approach&f=false. Acesso em: 09/06/2022.

Lyra, M. C. et al. O papel dos stakeholders na sustentabilidade da empresa: contribuições para construção de um modelo de análise. Revista de Administração Contemporânea. v. 13, p. 39-52, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1415-65552009000500004. Acesso em: 09/06/2022. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552009000500004

Mello, C. A. B. de. O Conteúdo Jurídico do Princípio da Igualdade. 3ª. Ed. São Paulo: Malheiros: 2017.

North, D. C. A Transaction Cost Theory of Politics. Journal of Theoretical Politics, 2(4), 355-367. https://doi.org/10.1177/0951692890002004001. Acesso em: 23/03/2023. DOI: https://doi.org/10.1177/0951692890002004001

Pigatto, G. et al. A recuperação judicial do produtor rural – pessoa física: requisitos legais e jurisprudenciais. Revista Veredas do Direito, v. 14, n. 28. p. 303-328, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.18623/rvd.v14i28.1008. Acesso em: 09/06/2022. DOI: https://doi.org/10.18623/rvd.v14i28.1008

Ramos, A. L. S. C. Direito Empresarial Esquematizado. 5ª ed. São Paulo: Método, 2015.

Romanelli, R. Í. Modelo de Previsão de Default para Produtores Rurais no Brasil. 2020. Dissertação de Mestrado. Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, 2020. Disponível em: http://dspace.insper.edu.br/xmlui/handle/11224/2727. Acesso em: 06/07/2022.

Ronquim Filho, A.; Oranges Cezarino, L. Possibilidade de recuperação judicial do produtor rural. Revista Vertentes do Direito, v. 7, n. 2, p. 102-124, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.20873/uft.2359-0106.2020.v7n2.p102-124. Acesso em: 09/06/2022. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2359-0106.2020.v7n2.p102-124

Salomão, L. F. Recuperação judicial, extrajudicial e falência: teoria e prática. 6ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2021.

Schio, T. A. Ensaios econômicos sobre a recuperação judicial de empresas no Brasil. 2019. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Paraná, 2019. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/66061. Acesso em: 09/06/2022.

Sztajn, R. Teoria Jurídica da Empresa: atividade empresária e mercados. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

Van der laan, G.; Van Ees, H.; Van Witteloostuijn, A. Corporate social and financial performance: an extended stakeholder theory, and empirical test with accounting measures. Journal of Business Ethics, v. 79, n. 3, p. 299-310, 2008. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s10551-007-9398-0. Acesso em: 06/09/2022. DOI: https://doi.org/10.1007/s10551-007-9398-0

Willianson, O. The Economic Institutions of Capitalism. Nova York: Free Press, 1985. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2555390. Acesso em: 09/06/2022.

Zylbersztajn, D.; Sztajn, R. Direito e Economia. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

Published

2023-08-31

How to Cite

Alves, A. L. A., Teixeira, S. M., & Cruz, J. E. (2023). A RECUPERAÇÃO JUDICIAL DO PRODUTOR RURAL NO BRASIL – UM DIÁLOGO ENTRE DIREITO, ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO. Revista Contemporânea, 3(8), 13341–13368. https://doi.org/10.56083/RCV3N8-185

Issue

Section

Articles