IMPLICAÇÕES DO OBJETIVO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 04 DA AGENDA 2030 NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Authors

  • Francisco Willams Campos Lima
  • Maria Ludetana Araujo
  • Wesley Lopes da Silva
  • Elidiane do Socorro Souza de Assis
  • Adegilson Lima Abreu
  • Fátima Barbosa Palheta

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N10-038

Keywords:

Educação Infantil, Educação Ambiental, Agenda 2030, ODS 04

Abstract

A Educação Ambiental é uma prática para conscientizar desde a infância, sobre a necessidade de preservar e conservar o meio ambiente. Disto isso, este artigo teve como objetivo analisar o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 04, da Agenda 2030, da ONU sobre as noções de Educação Ambiental - EA para a emancipação humana no contexto da Educação Infantil. Assim, trazer à reflexão, alguns pontos importantes para este entendimento, verificando este diálogo da EA com a Educação Infantil, descrevendo-se as implicações deste ODS 04 da Agenda 2030 para a formação dos educandos que estão na Educação Infantil. A abordagem da pesquisa configurou-se a partir da pesquisa bibliográfica e documental, em diálogo com autores que já discutiram a temática no Brasil. A pesquisa mostrou que as legislações brasileiras não dialogam com os documentos internacionais e que o governo brasileiro precisa materializar em ações, programas e políticas públicas, as estratégias preconizadas para o desenvolvimento sustentável no ODS 4, em diálogo com os “Cuidados e Educação na Primeira Infância” e com as premissas da Educação Ambiental no país, para a formação de futuros sujeitos críticos, autônomos e emancipados.

References

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei N° 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Lei de educação ambiental nº 9795/99. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília: 1999. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=321. Acesso em: 12 ago. 2022.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente, saúde. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: 1997.

BRASIL. Ensino fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil/Secretaria de Educação Básica. – Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL. Rio + 20: Em busca de um mundo sustentável. Revista de audiências públicas do Senado Federal: 2012. Disponível em: http://www.senado.gov.br/noticias/jornal/emdiscussao/upload/201202%20-%20maio/pdf/em%20discuss%C3%A3o!_maio_2012_internet.pdf. Acesso em: 12 ago. 2022.

BRASIL. Lei nº 12.796, de 4 de abril de 2013. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2013/lei-12796-4-abril-2013-775628- publicacaooriginal-139375-pl.html. Acesso em: 08 set. 2022.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa IBGE mostra que educação brasileira ainda não é para todos. Rede Brasil, 20 de junho de 2019. Disponível em: https://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2019/06/pesquisa-ibge-mostra- que-educacao-brasileira-ainda-nao-e-para-todos/. Acesso em: 03 ago 2022.

LAKATOS, Eva M.; MARCONI, Marina de A. Fundamentos de metodologia científica. – 6ª. ed. - São Paulo: Atlas 2011.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento. 14ª. Ed. São Paulo: Hucitec 2015.

MOREIRA, Jani Alves da Silva. Políticas para educação Infantil e a Agenda E2030 no Brasil. Rev. FAEEBA – Ed. e Contemp., Salvador, v. 28, n. 54, p. 77-96, jan./abr. 2019. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br. Acesso em: 01 set. 2022. DOI: https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2019.v28.n54.p77-96

ONU. Organização das Nações Unidas. Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento: de acordo com a Resolução nº 44/228 da Assembleia Geral da ONU, de 22-12-89, estabelece uma abordagem equilibrada e integrada das questões relativas a meio ambiente e desenvolvimento: a Agenda 21. Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 1995.

. ODS4. Educação de qualidade. 2018. Disponível em: https://brasil.un.org/pt- br/sdgs/4. Acesso em: 20 set. 2022.

. Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. IN: AGENDA 2030. Boletim da ONU Brasil, 2019. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/sdgs. Acesso em: 23 jul. 2022.

PALHARES, José Mauro. Educação Ambiental & Sustentabilidade: O caso de Vila Brasil no município de Oiapoque, Amapá-Brasil. REDE – Revista Eletrônica do PRODEMA. Fortaleza, Brasil, vol. 10, n°. 2, p. 108-119, jul./de. 2016. ISSN: 1982-5528 Disponível em: http://www.revistarede.ufc.br/rede/issue/archive. Acesso em 20 ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.22411/rede2016.1002.08

REIGOTA, Marcos. Meio Ambiente e representação social. 7.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

ROSSI, Pedro; DWECK, Esther; OLIVEIRA, Ana Luíza Matos de. Economia Para Poucos: Impactos Sociais da Austeridade e Alternativas para o Brasil. 1ª. Ed. São Paulo: Autonomia Literária, 2018.

UHMANN. Rosangela Inês Matos; FOLLMANN, Luciane. A Perspectiva do Professor na Educação Ambiental. Revista Contexto & Educação, Editora Unijuí - ISSNale 2179-1309 - Ano 34, ed. nº 109, Set./Dez. 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21527/2179-1309.2019.109.9-24. Acesso em: 25 ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.21527/2179-1309.2019.109.9-24

VALE, Cassio. A educação como negócio socialna Amazônia brasileira. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Pará. Belém, 2022.

Published

2023-10-06

How to Cite

Lima, F. W. C., Araujo, M. L., da Silva, W. L., de Assis, E. do S. S., Abreu, A. L., & Palheta, F. B. (2023). IMPLICAÇÕES DO OBJETIVO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 04 DA AGENDA 2030 NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Revista Contemporânea, 3(10), 17306–17325. https://doi.org/10.56083/RCV3N10-038

Issue

Section

Articles