MODELANDO O CONHECIMENTO PARA APLICAÇÕES EM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

Authors

  • Bárbara Beatriz Bueno de Oliveira
  • Dildre Georgiana Vasques
  • Franciene Duarte Gomes

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N8-131

Keywords:

Engenharia de Requisitos, Extração de Conhecimento, Gestão do Conhecimento, Modelagem de Software

Abstract

A tomada de decisão se torna mais eficiente em um ambiente de desenvolvimento de software quando está pautada no uso e na assimilação do conhecimento. As tomadas de decisões são embasadas pelos requisitos funcionais uma vez que os mesmos descrevem o que o sistema deve fazer. Quando esses requisitos são mal compreendidos, especificados e gerenciados, ocorrerão problemas nos produtos de software. Assim, foram pesquisados trabalhos relacionados ao tema que mostram a automatização ou semi-automatização do processo de construção de diagramas, porém nenhum dos trabalhos focam na extração do conhecimento e na pré-modelagem para domínio dos requisitos. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi aplicar uma ferramenta focada na aquisição do conhecimento. Essa ferramenta é baseada em técnicas de processamento de linguagem natural e foi utilizada para construir uma pré-modelagem de software que apoiasse a extração do conhecimento. Assim, utilizou-se a ferramenta para processar um texto de visão de negócio de um sistema de livraria virtual. Com base na tabela de fatos e no mapa conceitual gerados pela ferramenta, identificou-se os principais objetos de negócio e como estes se relacionam. A partir dessas informações, elaborou-se uma versão inicial de um diagrama de caso de uso e de um diagrama de classes. A aplicação da ferramenta mostrou-se capaz de colaborar com a identificação dos conceitos fundamentais que constituíam o domínio. Esse resultado facilitou o levantamento e entendimento dos requisitos funcionais de software, necessários para a satisfação das necessidades do usuário.

References

Ahmed, M. A., Ahsan, I., Qamar, U., and Butt, W. H. (2021). A novel natural language processing approach to automatically visualize entity-relationship model from initial software requirements. In International Conference on Communication Technologies (ComTech), pages 39–43. IEEE. https://ieeexplore.ieee.org/stamp/stamp.jsp?tp=&arnumber= 9616949. DOI: https://doi.org/10.1109/ComTech52583.2021.9616949

BASHIR, N., BILAL, M., LIAGAT, M., MARJANI, M., MALIK, N., and ALI, M. (2021). Modeling class diagram using nlp in object-oriented designing. In National Computing Colleges Conference (NCCC), pages 1–6. IEEE. https://ieeexplore.ieee.org/stamp/ stamp.jsp?tp=&arnumber=9428817. DOI: https://doi.org/10.1109/NCCC49330.2021.9428817

BOOCH, G., JACOBSON, I., and RUMBAUGH, J. (2012). Uml-Guia do usuário. Elsevier Brasil, 2 edition.

CHOWDHARY, K. (2020). Natural language processing. Fundamentals of artificial intelligence, pages 603–649. https://doi.org/10.1007/978-81-322-3972-7_19. DOI: https://doi.org/10.1007/978-81-322-3972-7_19

CRESWELL, J. W. and CRESWELL, J. D. (2021). Projeto de pesquisa-: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. Penso Editora, 5 edition.

DAVENPORT, T. H. and PRUSAK, L. (1998). Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1 edition.

DAWOOD, O. S. et al. (2017). From requirements engineering to uml using natural language processing–survey study. European Journal of Engineering and Technology Research, 2(1):44–50. https://hal.laas.fr/hal-01703317/document. DOI: https://doi.org/10.24018/ejeng.2017.2.1.236

DEVMEDIA (2007). Atividades básicas ao processo de desenvolvimento de software. https://www.devmedia.com.br/ atividadesbasicasaoprocessodedesenvolvimentodesoftware/.

ELALLAOUI, M., NAFIL, K., and TOUAHNI, R. (2018). Automatic transformation of user stories into uml use case diagrams using nlp techniques. Procedia Computer Science, 130:42–49. https://bityli.com/MovbmUt. DOI: https://doi.org/10.1016/j.procs.2018.04.010

HAMZA, Z. A. and HAMMAD, M. (2019). Generating uml use case models from software requirements using natural language processing. In International Conference on Modeling Simulation and Applied Optimization (ICMSAO), pages 1–6. IEEE. https://ieeexplore. ieee.org/stamp/stamp.jsp?tp=&arnumber=8880431. DOI: https://doi.org/10.1109/ICMSAO.2019.8880431

HANSEN, M. T. and BIRKINSHAW, J. (2007). The innovation value chain. Harvard business review, 85(6):121–130. https://bityli.com/NUGMxaD.

KUMAR, E. (2013). Natural language processing. IK International Pvt Ltd. https: //bityli.com/OeXCHC.

LARMAN, C. (2007-2008). Utilizando UML e padrões: uma introdução a análise e ao projeto orientados a objetos e ao desenvolvimento iterativo. Porto Alegre, RS: Bookman, 3 edition.

MORAIS, I. S. and ZANIN, A. (2020). Engenharia de Software. Porto Alegre: SAGAH, 1 edition.

MOYA, E. C. (2017). Using active methodologies: The students view. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 237:672–677. https://www.sciencedirect.com/science/ article/pii/S187704281730040X. DOI: https://doi.org/10.1016/j.sbspro.2017.02.040

NADEKARNI, P. M., OHNO-MACHADO, L., and CHAPMAN, W. W. (2011). Natural language processing: an introduction. Journal of the American Medical Informatics Association, 18(5):544–551. https://bityli.com/VnHqydBf. DOI: https://doi.org/10.1136/amiajnl-2011-000464

NE´ SIO, R., FREITAS, P. F., and FREITAS, G. M. (2020). Laboratório de projeto concepção, gestão e implementação de projetos aplicados ao ensino de engenharia de sistemas. In Congresso Brasileiro de Automática-CBA, volume 2. https://www.sba.org.br/open_ journal_systems/index.php/cba/article/view/1600/1350.

NOVAK, J. D. and CAN˜ AS, A. J. (2010). A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elabora-los e usá-los. Práxis educativa, 5(1):9–29. https://dialnet.unirioja.es/ servlet/articulo?codigo=3251296. DOI: https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.5i1.009029

PAULA, L. S. d. and TATTO, L. (2020). Diagnostico de práticas e ferramentas de gestão de conhecimento na Industria de software: Estudo de caso múltiplo. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, 03:69–90. https://www.nucleodoconhecimento.com. br/administracao/industria-de-software.

PRESSMAN, Roger S.; MAXIM, B. R. (2021). Engenharia de Software: uma abordagem profissional. Porto Alegre: AMGH, 9 edition.

PRISMA (2009). Relatório transparente prisma. http://www.prisma-statement.org/. REINEHR, S. (2020). Engenharia de Requisitos. Grupo A, 1 edition.

SANTOS, G. S. d. (2021). Um processo de representação estruturada e validação de requisitos de software para mitigar problemas semânticos. In UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - Faculdade de Tecnologia, page 140. UNICAMP.

SOMMERVILLE, I. (2019). Software engineering. Editora Pearson, 10 edition.

SOUZA, L., MIRANDA, E., LUCENA, M., and GOMES, A. (2019). Desafios e práticas da engenharia de requisitos no contexto de fábrica de software com foco na documentação e gestão do conhecimento. Cadernos do IME-Série Informática, 42:98. https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/cadinf/ article/view/47530/32365.

VASQUES, D. (2016). Dissertação de mestrado. verbka: processo para aquisição de conhecimento baseado em semântica verbal. page 168. https://www.researchgate.net/ publication/309311907_Dissertacao_de_Mestrado_Verbka_processo_ para_aquisicao_de_conhecimento_baseado_em_semantica_verbal.

VASQUES, D. G. (2021). Uma abordagem híbrida para detecção de relacionamentos causais aplicados à descoberta baseada em literatura. PhD thesis. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/55/55134/tde-20042022-141047/publico/ DildreVasques_revisada.pdf.

VASQUES, D. G., GALINDO, J. F., dos SANTOS, G. S., GOMES, F. D., GARGIA-NUNES, P. I., and MARTINS, P. S. (2019a). An educational process for requirements extraction and use case modeling based on problem-based learning and knowledge acquisition. In Brazilian Symposium on Information Systems, pages 1–8. https://dl.acm.org/doi/abs/10. 1145/3330204.3330276. DOI: https://doi.org/10.1145/3330204.3330276

VASQUES, D. G., SANTOS, G. S., GOMES, F. D., GALINDO, J. F., and MARTINS, P. S. (2019b). Use case extraction through knowledge acquisition. In Annual Information Technology, Electronics and Mobile Communication Conference (IEMCON), pages 0624–0631. IEEE. https://ieeexplore.ieee.org/stamp/stamp.jsp?tp=&arnumber= 8936279. DOI: https://doi.org/10.1109/IEMCON.2019.8936279

VEMURI, S., CHALA, S., and FATHI, M. (2017). Automated use case diagram generation from textual user requirement documents. In Canadian Conference on Electrical and Computer Engineering (CCECE), pages 1–4. IEEE. https://ieeexplore.ieee.org/stamp/ stamp.jsp?tp=&arnumber=7946792. DOI: https://doi.org/10.1109/CCECE.2017.7946792

WAZLAWICK, R. S. (2004). Análise e projeto de sistemas de informação orientados a objetos., volume 1. Rio de Janeiro: Campus.

Published

2023-08-21

How to Cite

de Oliveira, B. B. B., Vasques, D. G., & Gomes, F. D. (2023). MODELANDO O CONHECIMENTO PARA APLICAÇÕES EM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Revista Contemporânea, 3(8), 12268–12296. https://doi.org/10.56083/RCV3N8-131

Issue

Section

Articles