EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA E TERRITÓRIOS ETNOEDUCACIONAIS: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MANAUS

Authors

  • Rossini Pereira Maduro
  • José Vicente de Souza Aguiar

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N8-090

Keywords:

Educação Escolar Indígena, Legislação, Kambeba

Abstract

Este artigo parte de inquietações vivenciadas ao longo da trajetória profissional como assessor pedagógico nas unidades educacionais indígenas no município de Manaus e da atuação como membro do Fórum de Educação e Saúde Indígena do Amazonas -FOREEIA. Tem como objetivo analisar a implementação da modalidade de educação escolar no país, a partir de um recorte da legislação que impacta sobre as escolas indígenas, e local, a partir das políticas educacionais direcionadas pelo poder público municipal à população indígena de Manaus, tendo como referência, a escola indígena Kanata T-Ykua, localizada na aldeia Três Unidos, marquem esquerda do baixo Rio Negro, que atende majoritariamente indígenas do povo Kambeba. A fundamentação teórica traça aproximações com autores que problematizam a educação escolar indígena no Brasil como BERGAMASHI, SOUSA (2015), D’ANGELIS (2012) e MELIÁ (1979). Como resultado podemos destacar que, apesar da existência de avanços significativos na criação de leis voltadas para a educação escolar indígena, sobretudo após a constituição de 1988, as políticas públicas ainda não dão conta de atender satisfatoriamente as demandas das comunidades indígenas por programas educacionais específicos e diferenciados baseados nas realidades sociolinguísticas e socioculturais desses grupos.

References

ARROYO, Miguel G. Outros Sujeitos, Outras Pedagogias. 2. Ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

BERGAMASHI, Maria Aparecida; SOUSA, Fernanda Brabo. Territórios etnoeducacionais: ressituando a educação escolar indígena no Brasil. Pro-Posições | v. 26, n. 2 (77) | p. 143-161 | mai./ago. 2015 DOI: https://doi.org/10.1590/0103-7307201507709

BERNAL, Roberto Jaramillo. Índios Urbanos: processo de reconformação das identidades étnicas indígenas em Manaus. Tradução de Evelyne Marie Therese Mainbourg - Manaus. Editora da Universidade Federal do Amazonas/Faculdade Salesiana Dom Bosco, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Educação Escolar Indígena: diversidade sociocultural indígena ressignificando a escola. Brasília: MEC, 2007. Vol. 03 (Cadernos SECAD).

______. Ministério da Educação. Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas. Brasília: MEC, 1998.

D’ANGELIS, Wilmar da Rocha. Aprisionando sonhos. A educação escolar Indígena no Brasil. Campinas, SP: Curt Nimuendajú, 2012.

GRUPIONI, L. D. B.;SILVA, A. L. (org.). A questão indígena na sala de aula: subsídios para professores de 1º e 2o graus. Brasília: Brasiliense, 1987.

LUCIANO, Gersem J. dos Santos. A educação como manejo do mundo: entre a escola ideal e a escola real. Rio de Janeiro: Contracapa; Laced, 2013.

MANAUS. Secretaria Municipal de Educação. Currículo Escolar Municipal. Manaus: Semed, 2021.

_______. Secretaria Municipal de Educação. Proposta Pedagógico-Curricular Língua indígena Kambeba. Manaus: Semed, 2021.

MELIÀ, Bartomeu. Educação indígena e alfabetização. São Paulo: Loyola,1979.

RADAELLI, Aline. Os Kambeba do rio Jandiatuba : Território, garimpo e conflitos socioambientais. Manaus, 2018. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Amazonas.

RIBEIRO, Giovana de Oliveira. Assessor Pedagógico: Perspectivas e desafios no assessoramento pedagógico nas escolas indígenas e nos centros municipais de educação escolar indígena de Manaus. – Manaus, 2020. Dissertação de Mestrado Profissional em Ensino Tecnológico-IFAM.

SANTOS, Jonise; PINHEIRO, Maria das Graças Sá Peixoto. Educação Escolar Indígena em Manaus (2005-2011). Manaus: Editora Valer/FAPEAM, 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal.

______. Lei N. 6001, de 19 de dezembro de 1973. Dispõe sobre o estatuto do índio. Brasília: Diário oficial da união, 1973.

______. Decreto Presidencial nº 9.465, de 02 de janeiro de 2019. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão e das Funções de Confiança do Ministério da Educação. Brasília: Diário oficial da união, 2019.

______. Decreto Presidencial nº 9.759, de 11 de abril de 2019. Extingue e estabelece diretrizes, regras e limitações para colegiados da administração pública federal. Brasília: Diário oficial da união, 2019.

______. Decreto Presidencial nº 6.861, de 27 de maio de 2009. Dispõe sobre a Educação Escolar Indígena, define sua organização em Territórios Etnoeducacionais e dá outras providências. Brasília: Diário oficial da união, 2009.

______. Decreto Presidencial nº 26, de 04 de fevereiro de 1991. Dispõe sobre a Educação Indígena no Brasil. Brasília: Diário oficial da união, 1991.

______. Resolução nº 3, aprovada em 10 de novembro de 1999. Fixa as Diretrizes Nacionais para o funcionamento das escolas indígenas e dá outras providências. Ministério da Educação – CNE/CEB. Brasília: Diário oficial da união, 1999.

______. Resolução nº 4, aprovada em 13 de julho de 2010. Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Ministério da Educação – CNE/CEB. Brasília: Diário oficial da união, 2010.

______. Resolução nº 5, aprovada em 22 de junho de 2012. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Indígena na Educação Básica. Ministério da Educação – CNE/CEB, Brasília: Diário oficial da união, 2012.

MANAUS. Decreto Municipal n. 8.396, de 20 de Abril de 2006. Dispõe sobre as Competências Genéricas, a Estrutura Operacional, o Quadro de Cargos de Provimento em Comissão e de Funções da Secretaria Municipal de Educação, e adota outras providências. Manaus.

______. Lei n° 1.893, de 23 de julho de 2014. Altera a denominação das escolas municipais que especifica e dá outras providências. Manaus: diário oficial do município, 2014.

______. Resolução nº 022, aprovada em 13 de setembro de 2018. APROVA as Diretrizes Pedagógicas da Educação Escolar Indígena do Município de Manaus. Manaus: diário oficial do município, 2018.

Published

2023-08-11

How to Cite

Maduro, R. P., & Aguiar, J. V. de S. (2023). EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA E TERRITÓRIOS ETNOEDUCACIONAIS: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MANAUS . Revista Contemporânea, 3(8), 11581–11604. https://doi.org/10.56083/RCV3N8-090

Issue

Section

Articles