A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA COMO CONTRIBUIÇÃO NAS PRÁTICAS DO CUIDADO EM SAÚDE: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA

Authors

  • Marta Nichelle do Amaral

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N8-057

Keywords:

Formação Acadêmica, Nutricionista, Currículo, Saúde

Abstract

A formação acadêmica tem importante contribuição nas práticas do cuidado em saúde e um ensino que valorize o cuidado e a promoção da saúde prepara futuros profissionais capacitados. O ensino deve contemplar aos estudantes, por intermédio da academia, um referencial teórico e prático voltado ao cuidado à saúde. As instituições de ensino superior têm a seu a favor as diretrizes curriculares nacionais e os projetos pedagógicos dos cursos, os quais foram criados para dar direção e suportes aos currículos. Assim, orientar a formação do futuro profissional da saúde direcionado as necessidades do setor da saúde, contribuindo para a inovação e a qualidade do ensino dos cursos de graduação é uma atribuição já organizada. Esse trabalho é uma revisão integrativa de literatura que aborda a formação acadêmica do profissional nutricionista como contribuinte no cuidado da saúde, publicada nos últimos 5 anos. Após seleção dos trabalhos, 05 publicações compuseram a amostra deste estudo. Os resultados apontam um baixo número de publicações e dos artigos analisados, concluiu-se que existem lacunas na formação acadêmica do futuro profissional nutricionista e que o currículo proposto pelos projetos pedagógicos dos cursos aponta fragilidades frente as demandas exigidas no cuidado da saúde.

References

______. Conselho Federal de Nutricionistas. Perfil da atuação profissional do nutricionista no Brasil. Brasília, 2006.

______. Conselho Federal de Nutricionistas. Resolução n. 380 de 2005. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, estabelecem parâmetros numéricos de referência por ares de atuação e dá outras providências, Brasília, 2005.

______. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Recursos humanos: um desafio do SUS/Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Brasília: CONASS, 2004.

______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES 103, 19 de abril de 2007. Dispõe sobre aproveitamento de estudos em caso de transferência de estudantes entre instituições de educação superior. Brasília, 2007a.

______. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde – Pró-Saúde: objetivos, implementação e desenvolvimento potencial. Brasília: Ministério da Saúde, 2007b.

______. Ministério da Saúde. Portaria N° 2.715, 2011. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Brasília, 2011. Disponível em: http://189.28.128.100/nutricao/docs/geral/pnan2011.pdf. Acesso em: 05 dez. 2016.

AGUIAR, C. B.; COSTA, N. Formação e atuação de nutricionistas dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. Revista de Nutrição. Campinas, v.2, n. 28, p. 207-216, mar./abr., 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1415-52732015000200009

ALVES, C.G.L.; MARTINEZ, M. R. Lacunas entre a formação do nutricionista e o perfil de competências para atuação no Sistema Único de Saúde (SUS). Rev. Comunicação saúde e educação. Botucatu, v. 20, n. 56, p. 159-169, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1807-57622014.1336

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NUTRIÇÃO. Histórico do nutricionista no Brasil, 1939 a 1989: coletânea de depoimentos e documentos. São Paulo: Atheneu, 1991.

BIBLIOTECAVIRTUALEMSAÚDE (BVS/BIREME). DECS-Descritores em Ciências da Saúde. Acesso em: 22de fevereiro, 2015. Disponívelem:http://decs.bvs.br/.

BRASIL. Ministério da educação. Conselho Nacional de Educação (CNE). Câmara de Educação Superior (CES). Resolução CNE/CES nº 5, 7 de novembro de 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição. 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CESO5.pdf. Acesso em: 14 nov., 2017.

CALADO, C.L.A. A nova LDB e o curso de nutrição. Jornal do CFN. Brasília, v. 2, n. 6, p. 5, abr. 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000090&pid=S1415-5273200200020000100004&lng=en. Acesso em: 21 nov. 2017.

CECCIM, R.B. A emergência da educação e ensino da saúde: interseções e intersetorialidades. Rev. Ci. Saúde. Porto Alegre, v. 1, n. 1, p. 9-23, jan./jun. 2008.

CECCIM, R.B.; FEUERWERKER, L.C.M. O quadrilátero da formação para a área da saúde: ensino, gestão, atenção e controle social. Physis: Rev. Saúde Col. Rio de Janeiro, v. 14, n. 1, p. 41-65, 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-73312004000100004

CHAVES et. al. Reflexões sobre a atuação do nutricionista no Programa Nacional de Alimentação Escolar no Brasil. Ciências e saúde coletiva. V. 18, n. 4, p. 917-926, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232013000400003

COSTA, N.M.S. Revisitando os estudos e eventos sobre a formação do nutricionista no Brasil. Rev Nutr. Campinas, v. 12, n. 1, p. 5-19, 1999. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-52731999000100001

DESAULNIERS, JBR. Formação, competência e cidadania. Educação & Sociedade. Campinas (SP), v. 18, n. 60, p. 51-63, dez. 1997. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73301997000300004

FOGLIATTO, Flavio. Organização de Textos Científicos, 2007. Disponível em: http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/146_seminario_de_pesquisa_2_diretrizes_referencial_teorico.doc. Acesso em: 22 set. 2017.

JUNQUERIA, T. S.; COTTA, R. M. M. Matriz de ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica de Saúde: referencial para a formação do nutricionista no contexto da educação por competências. Ciências e saúde coletiva. V. 19, n. 5, p. 459-1474, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232014195.11932013

OLIVEIRA, N.; SANTOS, S. M. C. Desenvolvimento comunitário na formação do nutricionista: relato de experiência em um Curso de Nutrição. Rev. Nutrição, Campinas, v 27, n. 6, p. 775-783, nov./dez., 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/1415-52732014000600011

SILVA, ML SR. O papel do profissional da Atenção Primária à Saúde em cuidados paliativos. Rev, Bras. Med. Fam Comunidade. 2014;9(30):45-53. DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc9(30)718

SOARES, N.T.; AGUIAR, A.C. Diretrizes curriculares nacionais para os cursos de nutrição: avanços, lacunas, ambiguidades e perspectivas. Rev. Nutr. Campinas, v. 23, n. 5, p. 895-905, set./out. 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-52732010000500019

SOUSA, F.G.M. Tecendo a teia do cuidado à criança na atenção básica de saúde: dos seus contornos ao encontro com a integralidade. 2008. 333f. (Doutorado em Enfermagem) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

TADDEI, J. A. et al. Nutrição em saúde pública. Rio de Janeiro: Rubio, 2011.

YPIRANGA, L.; GIL, M.F. Formação profissional do nutricionista: porque mudar? In: CUNHA, D.T.O.; YPIRANGA, L.; GIL, M.F. (Org.).

Published

2023-08-08

How to Cite

do Amaral, M. N. (2023). A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL NUTRICIONISTA COMO CONTRIBUIÇÃO NAS PRÁTICAS DO CUIDADO EM SAÚDE: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA. Revista Contemporânea, 3(8), 10976–10993. https://doi.org/10.56083/RCV3N8-057

Issue

Section

Articles