ANSIEDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Authors

  • Vivaldo Gemaque de Almeida
  • Jorge Carlos Menezes Nascimento Junior
  • Pablício Pereira Cardoso

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N8-094

Keywords:

Ansiedade Infantil, Transtornos Ansiosos, Terapia Cognitivo-Comportamental

Abstract

A ansiedade é um dos transtornos psiquiátricos mais prevalentes em crianças e adolescentes, acometendo de 10 a 20% dessa população segundo a maioria dos estudos. As manifestações clínicas incluem preocupação excessiva, medos intensos, evitação de situações sociais, irritabilidade, queixas somáticas e pensamentos negativos. O diagnóstico requer investigação cuidadosa e uso de instrumentos psicométricos validados para essa faixa etária. O tratamento multimodal envolve principalmente psicoterapia cognitivo-comportamental focada em modificar pensamentos e comportamentos disfuncionais, podendo ser associado a medicação nos casos moderados a graves. Quanto mais precoce o diagnóstico e intervenção terapêutica, melhor tenderá a ser o prognóstico. Conclui-se que a ansiedade na infância e adolescência merece maior atenção, sendo necessários mais estudos sobre estratégias efetivas para seu manejo, visando reduzir o risco de evolução para transtornos psiquiátricos na idade adulta.

References

COSTA, Jucimara de Jesus; PIMENTEL, Marcelo de Souza. Aspectos da automutilação na adolescência: revisão sistemática de literatura. 2023.

LOPES, LUCIENE et al. Fatores de risco e associados ao comportamento suicida no Brasil: uma revisão sistemática. Tempus Psicológico, v. 6, n. 2, 2023. DOI: https://doi.org/10.30554/tempuspsi.6.2.4694.2023

VALDAMERI, Bruna. Dietoterapia como estratégia adjuvante ao tratamento dos sintomas de depressão: uma revisão sistemática. 2023.

JESUS, Camila Santana de; SANTOS, Helena de Souza; SANTOS, Daihany de Oliveira. Pandemia da COVID-19, isolamento social e saúde mental das crianças: uma revisão bibliográfica. 2023.

TAVARES, Cátia Batista; RODRIGUES, Luna. Mapeando a medicalização infantil e o uso de psicotrópicos entre crianças na literatura brasileira. Revista Mosaico, v. 13, n. 1, p. 62-76, 2022. DOI: https://doi.org/10.21727/rm.v13i1.2730

CHRISTOFARI, Ana Carolina. Medicalização na infância: disciplinamento, controle e punição. Zero-a-Seis, v. 24, n. Especial, p. 685-713, 2022. DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2022.e82805

NASCIMENTO GUAZINA, Félix Miguel; PIZZINATO, Adolfo; BONNES ROCHA, Kátia. Infância e práticas de cuidado nos Centros de Atenção Psicossocial à Infância e Adolescência (Capsi). CES Psicología, v. 15, n. 3, p. 180-201, 2022. DOI: https://doi.org/10.21615/cesp.6198

SOUZA, Jackeline da Silva. Medicalização da infância na fase escolar: um debate à luz das categorias poder e resistência. 2022.

DELLAZARI, Lucas. Transtornos bipolar, obsessivo-compulsivo e de personalidade borderline em comorbidade na infância e adolescência: relato de caso. 2023.

Published

2023-08-14

How to Cite

de Almeida, V. G., Junior, J. C. M. N., & Cardoso, P. P. (2023). ANSIEDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. Revista Contemporânea, 3(8), 11655–11662. https://doi.org/10.56083/RCV3N8-094

Issue

Section

Articles