AULAS DE ARTE: UM ESPAÇO PARA PRÁTICAS SIGNIFICATIVAS NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Authors

  • Marli Pedreski

DOI:

https://doi.org/10.56083/RCV3N8-022

Keywords:

Arte, Formação Docente, Linguagens Musicais e Teatrais

Abstract

Este texto apresenta uma reflexão sobre a prática docente relacionada às aulas de Arte nos Anos Finais do Ensino Fundamental da Educação Básica em Mato Grosso. Pretende-se dialogar sobre possibilidades de práticas de ensino para com as linguagens do teatro e da música a partir da visão de uma professora com formação em Artes Visuais. Estabelece-se uma análise sobre os documentos da Base Nacional Comum Curricular (2017) e o Documento de Referência Curricular para o Estado de Mato Grosso (2018). Objetiva-se discorrer sobre metodologias que possam contribuir para o ensino das linguagens da música e do teatro nas aulas de Arte. Discorre-se  também sobre a compreensão em relação às vivências do professor como aporte para a autoformação docente. Pretende-se estabelecer um diálogo com autores Freire (1996), Barbosa (1998-2008), Boal(2019), Schafer(2001), dentre outros autores, a fim de contribuir para a realização de práticas significativas voltadas ao ensino de Arte na escola de Educação Básica.

References

ARROYO, Miguel G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres/Miguel G. Arroyo. 9 ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2019.

BARBOSA, Ana Mae. Tópicos Utópicos/Ana Mae Barbosa. Belo Horizonte: C/Arte, 1998.

BARBOSA, Ana Mae. Inquietações e mudanças no ensino da arte/ Ana Mae Barbosa/ (org.). – 5.ed. – São Paulo: Cortez, 2008. São Paulo: Cortez Editora, 2008.

BARBA, Eugenio. Queimar a casa: origens de um diretor / Eugenio Barba; tradução Patrícia Furtado de Mendonça. - São Paulo: Perspectiva, 2010.

BOAL, Augusto. Teatro do Oprimido e outras poéticas políticas/posfácio de Julián Boal - São Paulo: Editora 34, 2019.

BRASIL, Ministério da Educação. Base nacional comum curricular: educação é a base. Brasília. MEC, 2017.

CARVALHO, Monique Alves. Dramaturgia sonora: um diálogo entre a teoria e a prática da utilização dos sons na cena. 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa/Paulo Freire. – São Paulo: Paz e Terra. 1996.

Freire, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido/Paulo Freire. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

MATO GROSSO. Documento Referência Curricular para Mato Grosso: concepções para educação básica. Cuiabá, MT: SEB/ SEDUC, 2018.

RAMALDES, Karine. Ensino de arte: qual ensino queremos? Revista de Artes e Inclusão, vol. 13, n. 2, 2017. DOI: https://doi.org/10.5965/1984317813022017073

SCHAFER, Raimond Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

SPOLIN. Viola. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2015.

Published

2023-08-02

How to Cite

Pedreski, M. (2023). AULAS DE ARTE: UM ESPAÇO PARA PRÁTICAS SIGNIFICATIVAS NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Revista Contemporânea, 3(8), 10319–10332. https://doi.org/10.56083/RCV3N8-022

Issue

Section

Articles